Após gesto de solidariedade em enchente, foi criada campanha para ajudar "Capoeira"

View this post on Instagram

Ontem uma pessoa se destacou em meio aos caos de chuva e enchente que tem acontecido no Rio. Mais conhecido como Capoeira, Varlei Rocha Alves trabalha como guardador de carros em Copabacana, mais especificamente na Rua Ministro Viveiros de Castro. No vídeo que tem circulado na internet, ele ajuda uma senhora a atravessar a rua, colocando caixotes para ela não se molhar. Depois de muito tentarmos, finalmente conseguimos contato com o Capoeira, com ajuda da @thallyss que mora perto e o conhece há um bom tempo (que meu amigo @roberio_xavier conseguiu contato). Ela cedeu o telefone para conseguirmos falar com ele (ele não tem celular), que nos disse que ajudou muitas outras pessoas, e que a senhorinha o agradeceu muito pelo gesto. Ele nos contou também que tem um filho de 10 anos, que mora com a irmã na Pavuna, pois a mulher dele faleceu depois de um acidente. E disse que o sonho dele é que o filho tenha um lugar pra morar 😥 Dai estamos pensando aqui em fazer uma vaquinha pra ajudá-lo a realizar esse sonho, o que acham? O capoeira merece! #razoesparaacreditar @razoesparaacreditar ⠀ [edit] Vaquinha criada! Vou publicar no stories e deixar no link do perfil! Vcs sao demais ❤️

A post shared by Razões Para Acreditar (@razoesparaacreditar) on

"Capoeira", como é conhecido Varlei Rocha Alves, ficou famoso após um vídeo em que aparece ajudando uma senhora a atravessar a rua sobre caixas, em meio às enchentes do Rio de Janeiro, cair nas redes sociais.

Depois de tanta repercussão, o guardador de carro foi encontrado pelos veículos de comunicação e pode contar sua história. Ele afirmou em entrevista ao Instagram Razões para Acreditar que gostaria de ter uma casa para morar com o filho de 10 anos — e diante da situação de Capoeira, eles criaram uma vaquinha virtual para conseguir arrecadar dinheiro e ajudá-lo a construir uma moradia!

Vaquinha para ajudar Capoeira

Um dia após o gesto de solidariedade de Capoeira viralizar na internet, foi criada uma vaquinha virtual para arrecadar R$ 40 mil para dar a ele, que é guardador de carros em Copacabana, e seu filho. A ideia é que ele consiga construir uma casa e destine parte do dinheiro para a educação da criança.

O vídeo em que Capoeira aparece ajudando uma senhora a atravessar a rua sem molhar os pés, já que ele vai colocando caixotes para ela pisar, ganhou as redes sociais e foi alvo de muitas opiniões.

Muita gente achou que a senhora não agradeceu a atitude. Mas, Anúzia Corrêa, que foi encontrada e entrevistada pelo jornal O Globo, o agradeceu várias vezes (a cena não aparece no vídeo), sim, e deu R$ 4 a ele antes de começar a travessia pela passarela improvisada.

Outros viram a cena como uma representação que reforçava as diferenças entre negros e brancos no Brasil. Parte das pessoas simplesmente interpretou como um ato de solidariedade genuíno de Capoeira em meio ao caos causado pelas chuvas.

Veja o vídeo:

View this post on Instagram

SOLIDARIEDADE! 🙏❤ ⠀ Pequeno gesto que vale por muitos! Em meio ao caos instalado na Cidade do Rio de Janeiro, decorente das fortes chuvas que acontecem há mais de 24h, encontramos pessoas que improvisam uma maneira de ajudar ao próximo. ⠀ Parabéns pra você Varlei Rocha Alves, mais conhecido por "Capoeira", você foi um anjo pra essa senhora! Quem souber o nome de quem fez o vídeo, envia pra gente, colocaremos aqui! ⠀ Compartilhe e marque o @021Rio lugares de arrecadação de donativos para as vítimas das enchentes do Rio de Janeiro. #Ajuda ⠀ #ForçaRio #ChuvaForte #ChuvaNoRio #Chuva #Chuvas #Gentileza #Solidariedade #021Rio 🎥 Imagem compartilhada por amigos e seguidores.

A post shared by RIO DE JANEIRO 𝐃𝐞𝐬𝐝𝐞 𝟐𝟎𝟏𝟑 🇧🇷 (@021rio) on

Como ajudar

A vaquinha tem a meta de arrecadar R$ 40 mil para Capoeira. Na descrição, o organizador explica que o guardador de carros tem "um filho de 10 anos, que mora com a irmã na Pavuna, pois a mulher dele faleceu depois de um acidente. E disse que o sonho dele é que o filho tenha um lugar pra morar. Daí pensamos em fazer uma vaquinha pra ajudá-lo a realizar esse sonho e dar uma educação digna pro filho".

A contribuição pode ser feita por boleto bancário ou cartão de crédito.

Momentos inspiradores