Influencer revela comentários horríveis que recebe por celulites - e resposta é incrível

A pressão para que mulheres se encaixem em padrões de beleza é enorme e, à vezes, as coloca a mercê dos mais diferentes tipos de agressões. Foi o que aconteceu com a digital influencer Ariella Nyssa, que revelou ter sido vítima de comentários horríveis apenas por não ter um corpo “adequado”.

Apesar do desabafo de Ariella chamar atenção pelos grau de violência que os ataques direcionados a ela carregavam, vale a pena notar como a influencer conseguiu transformar as ofensas em força e mostrar aos haters que não existe corpo “adequado” ou “inadequado” - e sim mulheres com corpos reais.

Influencer revela ofensas recebidas por seu corpo

Para contar sobre as ofensas que já recebeu ao longo da vida sobre o seu corpo, Ariella dividiu um longo texto em seu perfil no Instagram, rede social em que a influencer reúne, ao menos, 256 mil seguidores que acompanham relatos sobre aceitação do corpo, confiança e outros assuntos ligados a autoestima.

Dessa vez, Ariella falou sobre os comentários dolorosos que costuma receber sobre o seu bumbum ao compartilhar uma foto dessa parte de seu corpo.

“‘Suas celulites são nojentas’, ‘sua bunda é muito gorda’, ‘você parece não ser saudável e preguiçosa’”, citou a influencer ao falar das críticas já direcionadas a ela sobre o seu bumbum.

Autoestima abalada

Segundo Ariella, comentários sobre suas celulites costumavam deixá-la bastante chateada, além de definirem sua relação com o próprio corpo – já que sua confiança diminuía conforme ela lia as críticas.

E, da mesma forma que Ariella teve sua autoestima abalada, também acontece com outras meninas sentirem vergonha de seus corpos simplesmente porque marcas corporais ainda não são bem aceitas pela sociedade.

“Tantas mulheres que eu conheço têm celulite. Me deixa tão triste que a maioria de nós sinta vergonha delas", comentou Ariella.

Ofensas transformadas em força

Tudo mudou, segundo Ariella, quando ela passou a entender que aqueles comentários não faziam sentido. Afinal, todas as suas marcas corporais e características criticadas são elementos naturais que não deveriam ser usados como ofensas.

“Então, eu entendi que celulites, estrias, gorduras não são feias. Na realidade, elas são naturais. São reais. É ser mulher.”

Na opinião da influencer, algo que poderia contribuir muito para a vida de muitas mulheres e, especialmente, para a relação dessas com seus corpos é o modo como as celulites são vistas – especialmente nas redes sociais, espaço em que a exigência por corpos “perfeitos” ainda existe.

“Precisa existir uma nova tendência nas redes sociais. Uma que normalize as celulites para que nós, meninas, possamos amá-las. Não há nada de errado com o seus corpos. Não há nada de errado com as suas celulites.”

Empoderamento do corpo