Aluna é vítima de bullying por cortar o cabelo e vira notícia após reação da professora

aluna bullying cabelo curto 0219 1400x800 0
Willis Independent School District/Divulgação

A pequena Prisilla Perez passou a viver uma situação muito desconfortável na escola onde estuda, no Texas (Estados Unidos) depois que adotou um corte de cabelo bem baixo. Comovida com o bullying na escola que a aluna sofria, a professora Shannon Grimm não teve a menor dúvida em tomar uma atitude muito nobre para tentar ajudar a elevar a autoestima da estudante - e a história acabou virando notícia no mundo.

Professora corta cabelo em apoio a aluna após bullying

A história de Shannon e de Prisilla foi compartilhada na página da escola em que a menina estuda e que a professora leciona, a “Willis Independent School District”, uma instituição de ensino localizada em Willis, no estado norte-americano do Texas.

Estudante do jardim de infância, Prisilla costumava ser uma criança muito feliz até o começo do ano, segundo é relatado na publicação. Entretanto, o semblante da aluna começou a mudar depois que Prisilla teve de cortar seu cabelo bem curtinho.

No lugar da alegria e felicidade que tanto faziam parte da personalidade de Prisilla, um comportamento quieto e triste passaram a categorizar a menina. Além disso, a aluna passou a não querer mais ir para a escola.

Essa transformação no comportamento da menina passou a chamar a atenção de Shannon, que, sensibilizada, decidiu ajudar a aluna a recuperar sua confiança e autoestima. Para isso, a professora decidiu cortar o próprio cabelo do mesmo jeito que o da aluna: bem curtinho, no estilo pixie cute, ou o famoso corte Joãozinho.

aluna bullying cabelo curto 0219 1400x1800
Willis Independent School District/Divulgação

Além do corte de cabelo parecido, Shannon também comprou adereços de cabelo para que ela Prisilla possam usar juntas e, assim, fiquem ainda mais parecidas.

Em um vídeo postado em sua página pessoal no Facebook, a professora conta que os outros alunos passaram a chamar Prisilla de "menino" após verem o novo corte - algo que seu próprio filho, que também é pequeno, disse ao ver a mãe com o mesmo visual. Segundo ela, a atitude foi tomada para mostrar que meninas também podem usar cabelo curto e não há nada de errado com isso.

Prêmio

Não foi só com o mesmo estilo de cabelo que Shannon tentou mostrar sua solidariedade a Prisilla. A professora também indicou a aluna ao prêmio de estudante do mês por sua bravura diante de uma fase difícil, o bullying.

aluna bullying cabelo curto professora 0219 1400x1800
Willis Independent School District/Divulgação

E Prisilla foi a vencedora da categoria, ao receber a premiação no último dia 11 de fevereiro. Porém, quem levou o prêmio, de fato, não foi a menina.

Prisilla entregou sua medalha à professora em um bonito gesto de reconhecimento à solidariedade de Shannon e por ela ter sido uma heroína nessa história.

Bullying infantil