Bombeiras dão resposta ÓTIMA a garota que achava que só meninos poderiam ser bombeiros

A vontade de ser bombeira da garotinha Esme, de Londres, na Inglaterra, deu início a uma história linda e viral de representatividade, contada por muitas outras mulheres que trabalham na corporação.

A mãe de Esme, Hannah Summers, escreveu em um tweet que a menina chegou em casa dizendo que gostaria de ser menino, porque ela queria trabalhar no Corpo de Bombeiros — e em um livro que viu, lá só tinha meninos.

Em resposta à mensagem de Hannah, bombeiras do mundo inteiro compartilharam fotos trabalhando, mostrando a Esme e a todas as outras meninas que, sim, elas podem ser mulheres e terem o trabalho que quiserem!

Menininha quer ser bombeira: respostas de mulheres de corporação

Hannah escreveu no Twitter sobre o fato de Esme ter chegado em casa desejando ser menino para, então, trabalhar no Corpo de Bombeiros quando crescesse:

"Minha filha de 4 anos veio para casa ontem dizendo que desejava ser um menino, assim ela poderia ser um bombeiro. Quando eu disse que as meninas também podem ser bombeiros, ela disse 'mas eu vi em livros que são todos garotos e eu não quero ser a única garota'. Quais bons vídeos e livros eu posso mostrar para ela?"

Hannah também lançou a hashtag "Firefighting sexism", algo como "combatentes do sexismo", em tradução livre, em referência à ideia de que há "coisas e profissões para homens e coisas e profissões para mulheres", muito comum em nossa sociedade, mas que merece ser reavaliada.

Repercussão da mensagem

A primeira resposta à publicação de Hannah foi da corporação West Midlands Fire Service (WMFS), também na Inglaterra, carregando a mensagem de várias bombeiras para Esme. "Olá, Esme. Somos bombeiras e somos meninas", diz um grupo de mulheres na filmagem:

"Esme, muitos dos nossos bombeiros são meninas e meninos — alguns deles querem dizer olá para você! Nós gostaríamos de conhecê-la e mostrar-lhe o que fazemos. Você também pode ser bombeiro!", escreveu a instituição.

Prontamente, muitas profissionais que combatem o fogo, salvam vidas e prestam ajuda à população também mandaram fotos com uniforme de bombeiras. Um movimento lindo para mostrar que, apesar de termos a ideia de que a atividade é exclusivamente feita por homens, ela pode muito bem contar com a mão de obra de mulheres.

"Diga a ela que meninas podem fazer qualquer coisa. 12 anos no serviço de bombeiros como paramédica bombeira e recentemente promovida como Capitã EMS. Nenhum outro membro da família no serviço de bombeiros, mas posso dizer que realmente valeu a pena!!!", escreveu Tina Sanders.

"Minha namorada é bombeira e por causa dela minha filha de 4 anos quer ser bombeira também! Meninas podem fazer o que quiserem!", escreveu Ken Shiles.

A usuária Amy Kirkland aproveitou para indicar um livro que comprou para seus filhos, em que há meninos e meninas vestidos de bombeiros:

"Eu dei este livro para os meus três meninos, já que inclui bombeiros masculinos e femininos! Eles amam".

"Esta sou eu, 20 anos atrás", escreveu Claire Squirrel.

"Da Itália, Roma", escreveu a usuária Morelembaum.

"Meninas podem fazer qualquer coisa!", disse a usuária lifeofhaylz.

"Bom Dia! Ouvi dizer que sua filha de quatro anos ficou desmotivada porque sentiu que tinha que ser um menino para ser um bombeiro. Em Vancouver, temos bombeiros incríveis que são mulheres! Karen Fry é uma grande chefe que é mulher!", respondeu o chefe dos bombeiros de Vancouver, no Canadá.

"Minha filha também quer ser bombeira! A 'mamãe' em mim está com medo da profissão, mas eu adoro que ela tenha coragem e não se importe se ela é a única garota. Mas parece que tem muitas garotas", disse Janna Tucker.

Alguém duvida que garotas podem fazer tudo mesmo?

Mulheres que fazem acontecer