Foi isto que Klara Castanho sofreu por tentar ter o corpo de influencer

View this post on Instagram

Essa foto diz muito da Klara que nem todo mundo conhece. Eu aprendi a me amar. Independente de peso, altura, pele boa ou não, cabelo liso ou enrolado, marquinhas na pele ou qualquer outra característica. Amor próprio é um processo que não para, que requer paciência e cuidado com nós mesmas. Somos mudança constante e ter o direito de ajustar o que te incomoda, ou aprender a amar cada diferença é uma dádiva. É libertador! Vão existir dias ruins, fato. Mas sabe aquela frase “você sobreviveu a todos os piores dias da sua vida”? É exatamente isso. Um passo de cada vez, no seu tempo. Não tem nada melhor que ser eu mesma. Do jeitinho mais inconstante e natural possível. Tem muita gente comigo nesse movimento, então sigam a #SouLindaPorQuemSou e fiquem de olho nos stories que vamos repostar as fotos. Você topa entrar nessa com a gente? @oicalu @bel_moreira @maryminoboli @jenniferrmartinss @bruna16 @leprincebosco @dani_paschoal @maisa @gabiliisboa @leticiacannavale @ferreirarafaela @maricardim_ @mharessa

A post shared by Klara Castanho (@klarafgcastanho) on

Atualmente, a atriz Klara Castanho se mostra bastante espontânea e em paz com o próprio corpo, mas, segundo ela, isso nem sempre foi assim. Usando o Instagram, ela desabafou sobre uma época da vida em que tentava muito se enquadrar a padrões que não eram compatíveis a ela, e o conselho deixado por ela aos fãs e seguidores foi bastante importante.

Klara Castanho desabafa sobre autoestima

Em um vídeo publicado usando o recurso IGTV na rede social, a atriz se propôs a conversar com os seguidores sobre autoestima por receber muitas mensagens deles falando do quão difícil é não se comparar aos outros e contou que, na adolescência, passou por um momento difícil justamente por isso.

View this post on Instagram

✨🌸

A post shared by Klara Castanho (@klarafgcastanho) on

“Eu acho isso muito perigoso. Na fase que eu estava nos meus 15 para 16 [anos], eu estava realmente muito centrada e muito empenhada em parecer essa menina que eu seguia porque achava o corpo dela maravilhoso, o cabelo dela maravilhoso. Eu achava que precisava me encaixar naquele estereótipo dela”, relembrou Klara.

Aos poucos, porém, a jovem percebeu que aquele corpo era inatingível, simplesmente porque as pessoas são diferentes umas das outras, e isso inclui o biótipo delas. “Quando eu liguei a chavinha do ‘eu não vou conseguir ter esse corpo, não é o meu corpo’, percebi que precisava me afastar dali, que eu precisava parar de seguir aquela menina”, explicou.

View this post on Instagram

💐

A post shared by Klara Castanho (@klarafgcastanho) on

Perceber esse tipo de coisa não é simples, mas, segundo Klara, foi a partir daí que ela começou a trabalhar mais sua autoaceitação e realmente gostar mais de si. “Foi a melhor escolha que eu fiz na minha vida naquele momento. Eu não sou alta, não necessariamente vou ter a barriga tão chapada quanto a da menina, não necessariamente preciso ser loira, morena. Eu preciso ser do jeito que eu quero”, disse.

Segundo ela, esse processo é bastante libertador, e, hoje, ela colhe os frutos disso. “Eu não tenho muito peito e isso para mim durante muito tempo foi um problema. Hoje em dia eu gosto muito do meu corpo, eu acho bonito o que eu vejo no espelho, tem dia mais, tem dia menos. A gente se descobre a cada dia”, comentou.

View this post on Instagram

☀️🌻

A post shared by Klara Castanho (@klarafgcastanho) on

Sobre os dias em que não se sente tão bonita, Klara disse ter alguns truques na manga. Para ela, é importante descobrir quais as pequenas coisas que ajudam cada um a gostar mais de si, e, quando ela não está com a autoestima tão elevada, aposta em, por exemplo, dar uma ajeitada no cabelo ou passar um corretivo – mas não para os outros, e sim para si.

“É você ter a liberdade de se entender e se colocar no lugar de pessoa atingível. Você ser o seu padrão, você ser a sua meta, você melhorar o que você quer, o que você pode melhorar em você, não porque você viu no outro e acha que aquilo é o certo, você entende o seu certo a partir do momento que você se entende”, aconselhou a atriz.

Assista ao vídeo completo:

Autoestima e autoaceitação