Astrologia em 2019: 6 datas importantes mexerão com TODOS os signos

astrologia signos horoscopo 1116 1400x800
Shing Lok Che/istock

Mais um ano está batendo à porta e, com ele, chegam novos fenômenos astrológicos que devem mexer com o comportamento da sociedade como um todo. Conforme explica a astróloga Virginia Gaia, além da regência de Marte sobre o ano, o posicionamento de outros planetas e até eclipses devem “balançar” a vida de todos os signos.

De acordo com a especialista, cinco eclipses – dois totais, dois parciais e um anular – e um trânsito de Urano são os principais acontecimentos astrológicos do ano e, juntos, eles trazem sede de renovação, união e muita reflexão. Veja quando cada um deles ocorre e como agem sobre a sociedade:

Astrologia em 2019: fenômenos e datas

05 de janeiro: eclipse solar parcial

eclipse solar 1400x800 0218
Warachai Krengwirat/Shutterstock

Segundo a astróloga, um eclipse solar parcial abre 2019. Isso significa que, durante a primeira semana do ano, haverá um momento em que o Sol ficará parcialmente encoberto pela Lua, algo que trará, assim como a regência de Marte, uma energia de transformação.

“A gente começa 2019 naquela vontade louca de transformar, de mudar estruturas sociais. Essa coisa de movimentos sociais buscando seu lugar é muito forte para todo mundo”, afirma a astróloga, enfatizando que, nesse momento, as pessoas ficam propícias a repensar seus papeis na sociedade, algo que as faz refletir também sobre o trabalho e a carreira de forma geral.

21 de janeiro: eclipse lunar total + conjunção entre Júpiter e Vênus em Sagitário

O eclipse parcial do Sol que abre o ano, porém, não é o único do mês. Nas últimas semanas de janeiro, haverá um momento em que o posicionamento dos astros fará com que a Terra projete sua sombra sobre a Lua, encobrindo-a totalmente – e isso ocorre em meio a um aspecto bastante positivo no céu.

De acordo com Virginia, o eclipse potencializa a conjunção entre os planetas Júpiter e Vênus, que estará ativa desde antes do fenômeno e permanecerá assim até alguns dias depois dele. A astróloga explica que, graças a esse “combo” de acontecimentos astrológicos, o momento se torna bastante propício para relações sociais em geral.

eclipse venus jupiter 1118 1400x800 0
Chris Collins/Shutterstock | Vadim Sadovski/Shutterstock | NASA images/Shutterstock

“A conjunção é muito positiva para todos os relacionamentos. É um momento muito legal de a gente perceber as pessoas que realmente combinam com a gente, que têm os mesmos valores, os mesmos ideais”, comenta Virginia.

A astróloga lembra ainda que isso não precisa acontecer necessariamente no âmbito amoroso. “É um momento para a gente encontrar nossos pares no sentido de gente que acredita nas mesmas coisas, para quem quer juntar grupos para uma determinada causa, religião, grupo acadêmico”, explica.

Por outro lado, é preciso prestar atenção no excesso de confiança. “Tem um grande otimismo com relação aos relacionamentos e a gente tem de tomar um pouquinho de cuidado para que isso não se torne ilusão”, alerta a astróloga.

06 de março: entrada definitiva de Urano em Touro

urano touro 1118 1400x800 1
Allexxandar/Shutterstock | NASA images/Shutterstock

Conforme explica Virginia, Urano já passou por esse signo rapidamente em 2018, ficou retrógrado, voltou para Áries e, agora, está novamente caminhando para Touro, aspecto que se concretizará no início de março em 2019 e permanecerá ativo durante anos.

Segundo ela, isso mexe bastante com questões financeiras. “Urano em Touro é a inovação tecnológica e social. Touro fala muito sobre como lidamos com dinheiro e economia, é um momento de ternos novos modelos de gestão econômica. Moedas virtuais, por exemplo, tendem a ganhar mais espaço ao longo de 2019”, conta ela, ressaltando a possibilidade de surgirem novas tecnologias que ajudem a lidar com as finanças.

Além disso, ela explica que Touro também está bastante ligado ao conforto e a bens materiais. Com a energia inovadora do aspecto, é possível que as ideias de consumo consciente ganhem ainda mais espaço.

07 de julho: eclipse solar total

eclipse solar total 1118 1400x800
Jacob_09/Shutterstock

Em 2019, o mês de julho será aberto pelo tipo mais “famoso” de eclipses, aquele em que a sombra da Lua oculta totalmente o Sol, obstruindo também a chegada de luz à Terra por alguns momentos. Virginia afirma que, nesse momento, o Sol estará em Câncer, e como esse signo é regido pela Lua, sua tendência emotiva é ainda mais ativada pelo fenômeno.

“É o grande momento de a gente pensar no valor das pessoas mais íntimas, aquelas que estão mais próximas. A gente tem de olhar para a nossa vida pessoal e perceber o quanto ela é importante mesmo em uma era em que a gente coloca muita energia na carreira, nas pressões sociais”, explica ela, ressaltando que, nesse momento, o coração deve ficar amolecido e as emoções, à flor da pele.

16 de julho: eclipse lunar parcial

Segundo a astróloga, assim como o eclipse solar que abre o mês de julho, o fenômeno em que a sombra da Terra encobre parte da Lua também mexe bastante com as emoções.

“É um momento para a gente perceber o quanto temos de estar alinhados aos nossos valores, respeitar os limites emocionais para que consigamos lidar com uma sociedade que está se transformando profundamente e que quer muitas mudanças sociais”, comenta Virginia.

De acordo com ela, esse é um momento em que as pessoas perceberão uma tendência maior a querer cuidar do próprio bem-estar psíquico-emocional. “A gente chega no meio do ano percebendo que temos de estar muito conectados com as nossas crenças, valores e perceber quem é que dá essa base emocional”, afirma.

Nessa hora, a dica é não hesitar em buscar auxílio. “É também o momento para os relacionamentos afetivos, de perceber o quanto a gente precisa de apoio e até de repente pedir ajuda para lidar com esse período de muita transformação”, indica a astróloga.

26 de dezembro: eclipse solar anular

eclipse solar anular 1118 1400x800
Ken1200/Shutterstock

Logo após ao Natal, o mês de dezembro será marcado por um eclipse solar anular, ou seja, um momento em que a sombra da Lua não é grande o suficiente para cobrir totalmente o Sol, formando uma espécie de “anel de luz” com a parte que não é obstruída pela escuridão.

De acordo com a astróloga, esse é um momento de muitas transformações e que torna propícia a ascensão de líderes que têm ideias para organizar a sociedade. “Temos de organizar um pouco nossas crenças, entender que existem limitações para tudo o que a gente vinha acreditando e colocando tanta fé ao longo de 2019”, explica Virginia.

Previsões e signos