mulher

O lado bom de ser uma mãe ou pai divorciado do qual as pessoas se esquecem

divorcio filhos separacao 0518 1400x800
itakdalee/shutterstock

Apesar de não ser mais considerado um tabu social, o divórcio ainda hoje é evitado por muitos casais que têm filhos e relutam em “separar” a família, ignorando o fato de que um casamento infeliz é prejudicial para todos os envolvidos. Existem, inclusive, diversos fatores muitas vezes esquecidos que mostram o lado bom de ser uma mãe ou um pai divorciado.

Lado bom de ser pai ou mãe divorciado

1. O primeiro aspecto pode soar óbvio, mas nem sempre levado em conta pelos casais: cuidar dos filhos separadamente pode fazer com que as crianças experimentem diferentes pontos de vista, ambientes e uma criação mais ampla, sem presenciar brigas e com pais que ensinam a possibilidade de conviver em harmonia, mesmo em casas separadas.

filho favorito 0418 1400x800
Vera Moklyak/Shutterstock

2. A independência gerada no divórcio faz com que os pais – e principalmente as mães – mostrem a seus filhos que é possível ser feliz sem estar exatamente ao lado de um par e que ambos podem tomar decisões importantes em relação ao futuro da família.

3. Após a separação, os pais podem se envolver com outros pares e dar uma nova visão moderna de família para seus filhos, agregando enteados e mais parentes para fazerem parte do crescimento e do desenvolvimento das crianças.

pai e filho iguais 0418 1400x800
Olesia Bilkei/Shutterstock

4. Casais que se separam terão que reorganizar suas agendas para que a criança conviva com ambos. O processo pode trazer diversos benefícios para vida pessoal e profissional dos pais.

5. Pais e mães separados terão “dias de folga” dos filhos quando eles passam o fim de semana ou viajam com os ex-parceiros. O tempo extra pode ser dedicado a tarefas diversas que nem sempre são conquistadas quando o casal vive junto.

Relações familiares