mulher

1 em cada 5 pessoas é um procrastinador crônico: saiba se é o seu caso e o que fazer

celular aplicativos facebook 0817 1400x800
HStocks / iStock

Se você tem o costume de sempre adiar trabalhos e compromissos e constantemente perde o foco e a concentração em tarefas simples do dia a dia, saiba que talvez não seja “preguiçoso” ou “desorganizado” como costuma ser rotulado. Você pode simplesmente fazer parte de uma estatística que comprova: 1 em cada 5 pessoas é um procrastinador crônico.

Procrastinador crônico

Em um artigo para o jornal The New York Times, a escritora Heather Murphy explicou exatamente o que significa essa distinção. Um procrastinador crônico não somente adia uma tarefa, mas coloca vários setores de sua vida em constante indefinição.

preguica soneca livro 0217 1400x800
Djomas/shutterstock

Trabalho, vida pessoal, condição financeira, sociabilidade, enfim, tudo é minado por causa da procrastinação, que também provoca um eterno constrangimento. O adiamento de decisões de um procrastinador crônico não é definido apenas pela frequência, mas também pela gravidade do impacto que causa na vida da pessoa.

Segundo a autora, pesquisas apontam que a proporção de 20% é global, independentemente da cultura. Todos os países estudados apresentavam a mesma média, ou seja, 1 procrastinador crônico era encontrado em um grupo de 5 pessoas.

Dicas para evitar a procrastinação e manter o foco

escritorio cansaco desmotivado trabalho 0517 1400x800
zokara / iStock

1. Antes de começar determinada tarefa, tire 10 minutos para relaxar e descontrair. A medida ajuda a evitar distrações no meio do caminho que irão atrapalhar a conclusão do trabalho.

2. Faça pausas estratégicas para descansar a mente, com breves caminhadas e intervalos para beber água ou tomar um café a cada 30 minutos de atividades concentradas.

3. Tire alguns minutos do dia para meditar e esvaziar a mente. O relaxamento e a atenção dedicada à respiração ajudam a aumentar a concentração e melhorar o rendimento no trabalho.

homem estressado trabalho 0117 1400x800
ESB Professional/Shutterstock

4. Fuja do “piloto automático” no trabalho e tente alternar as funções, sempre que possível. Alternar os afazeres ajuda a manter o cérebro mais ativo e evita que o cansaço ou monotonia roubem seu foco.

5. Além de fazer bem para o corpo, o hábito de beber água constantemente também ajuda o cérebro. Isso porque a mente fica mais cansada quando está desidratada e uma queda no metabolismo causada pela falta de líquidos pode atrapalhar a concentração.

Trabalho e vida pessoal