mulher

Garota mostra verdadeiramente como é viver com ansiedade em relato pessoal forte

hariana meinke andrade 0817 1400x800
Hariana Meinke de Almeida / Arquivo Pessoal

"Estou ansioso pela chegada das minhas férias", "olhar o celular aumenta a minha ansiedade": com que frequência você diz ou ouve frases como essas? A sensação, natural do ser humano, nada mais é do que a expectativa por algum acontecimento, seja ele positivo ou negativo. Na medida certa, o sentimento traz benefícios à saúde mental: nos deixa alerta e indica que estamos vivendo um momento importante.

O relato de uma mulher, no entanto, gerou uma enorme identificação na internet ao mostrar o outro lado desta emoção, que afeta profundamente o estado emocional, social e até físico de quem a vivencia: o transtorno ansioso, que ocorre quando o nível ultrapassa o saudável e começa a tomar conta da vida do indivíduo.

O texto traz uma honesta descrição daquilo que milhares de pessoas enfrentam diariamente e que muitos ainda enxergam (erradamente) como sendo bobagem.

Como é ter uma crise de ansiedade: relato honesto

mulher com depressao 0717 1400x800
Tharakorn/iStock

“Esperar muito pela sexta-feira, ficar de olho no celular pra ver se aquela pessoa responde logo, contar os minutos pro expediente acabar pra encontrar seus amigos… nada disso é ser ansioso como algumas pessoas podem achar – e acham. Ansiedade não é legal, ansiedade não é motivo de orgulho", escreveu Hariana Meinke de Almeida, de 29 anos, em seu blog. 

A especialista em psicologia hospitalar pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo Sabrina Gonzalez explica que a ansiedade é como um alerta na mente humana. "É natural e nos ajuda a movimentar a vida, é como uma ferramenta de ação", define.

Mas, claro, há um limite. "O sinal de alerta deve aparecer para parentes, amigos e até mesmo para a própria pessoa quando as preocupações com o futuro são tão grandes, que chegam a paralisar as ações do indivíduo no presente", diz a psicoterapeuta. 

Isso significa que o sofrimento com algo que ainda não aconteceu pode ser tamanho que quem sofre desse transtorno fica sem ferramentas emocionais e psicológicas para lidar com isso. E Hariana relatou como isso se manifesta durante uma crise:

“A ansiedade faz você cancelar planos em cima da hora com pessoas que você queria muito ver, mas às vezes você só precisa ficar sozinho. A ansiedade faz você pedir desculpas demais, faz você achar que está sempre atrapalhando… a ansiedade faz você ficar dias e dias pensando se falou algo que não devia, faz você não conseguir pedir ajuda porque acha que tudo no mundo das outras pessoas é mais importante que te fazer companhia.  A ansiedade faz você ranger os dentes enquanto dorme, acordar com o coração descompassado, com a respiração ofegante. Ansiedade não é legal, ansiedade faz você pensar demais, racionalizar demais… com ansiedade você está sempre medindo as palavras e pensando demais antes de agir.”

depressao ansiosa transtorno 1400x800 0417
LaVika/shutterstock

Sintomas do transtorno ansioso

Sabrina Gonzalez explica que a crise se manifesta de formas diferentes em cada indivíduo: pode ter sintomas psíquicos, com pensamentos exagerados e subjetivos, mas também físicos, como palpitação no coração, dor de estômago, diarreia, náuseas, falta de ar, entre outros.

Hariana descreve: "Ansiedade dói na mente e dói no corpo, você perde o controle sobre suas preocupações, sobre seus sentimentos… a ansiedade faz você ficar se preparando 24 horas do dia pra quando algo ruim acontecer porque de alguma forma, você tem certeza que algo ruim vai acontecer. Ansiedade é peito apertado, nó na garganta, vontade de vomitar, é dor no corpo. Ansiedade seca a boca, treme a mão e formiga o pé.  A ansiedade faz você sentir que a qualquer momento pode cair no choro.  Com ansiedade, você acha que nada do que faz é bom o suficiente."

"A ansiedade faz você tensionar cada músculo do seu corpo enquanto lida com suas questões internas e tenta manter o rosto sereno pra ninguém notar. A ansiedade é sentir a todo segundo que tem alguém chateado com algo que você fez ou falou. Com ansiedade, o peso de tudo é dobrado e com ansiedade você sente que precisa cuidar de todo mundo, mas não deixa ninguém cuidar de você", detalha a jovem em seu desabafo.

depressao ansiedade tristeza 0717 1400x800
MikeDotta/shutterstock

Causas do transtorno de ansiedade

A especialista em psicologia aponta que a doença pode acontecer por diversos motivos: desde a disposição genética, educação e formação da personalidade na infância até algum trauma, recente ou não. 

"Quando ocorre um trauma, por exemplo, e a pessoa não se trata do estresse pós-traumático, ela pode revisitar aqueles sentimentos agonizantes e acabar desenvolvendo outros distúrbios psíquicos, como a depressão ou a fobia social", comenta a psicoterapeuta. 

Como é o tratamento de transtorno de ansiedade

terapia psicologo diva 2 0417 1400x800
AleksandarNakic / iStock

Para tratar um transtorno da mente, é preciso do apoio da família e da experiência de profissionais da saúde como psiquiatra, que prescreve medicamentos, e psicólogo, que trabalha os aspectos comportamentais. 

Para Gonzalez, é possível controlar os sintomas mais críticos da doença e viver bem depois de um bom tratamento. "Tudo depende de como o transtorno de ansiedade foi desencadeado, da personalidade desse paciente, de sua pré-disposição para a ansiedade e assim por diante", comenta.

Relato de garota é importante alerta sobre os riscos da doença

Hariana escolheu falar sobre o assunto para que mais pessoas procurem ajuda ou até mesmo possam auxiliar alguém nessa situação. 

"Se você tem ansiedade, saiba que não está sozinho, que está tudo bem, que alguns dias são ruins mesmo, mas sempre existe outro dia melhor pra compensar. E se você não tem, mas conhece alguém que tem, respeite essa pessoa, ame ela e nunca julgue. Estamos todos tentando sobreviver a esse mundo cão, mas algumas pessoas têm batalhas maiores que as outras. Seja sempre gentil, a gente não sabe pelo que o outro está passando."

Leia o relato completo notexto original publicado no blog de Hariana Meinke.

Equilíbrio entre corpo e mente