mulher

Mais do que cansaço: sonolência diurna excessiva pode ser narcolepsia

cansaco sono bocejo 1216 1400x800
stock_colors/iStock

Excesso de sono durante o dia, que surge de repente e parece incontrolável pode indicar um problema mais sério do que um simples cansaço, como narcolepsia, por exemplo. A narcolepsia é uma condição neurológica que afeta o controle do indivíduo sobre o próprio sono e a capacidade de se manter acordado.

Sintomas de narcolepsia

cansaco energia vitamina 0816 1400x800
Champion studio/Shutterstock

Nem sempre é fácil reconhecer um quadro de narcolepsia e, segundo levantamentos, pode demorar mais de 10 anos para que uma pessoa obtenha um diagnóstico correto. Ouvir o próprio corpo e identificar alguns dos principais sinais, portanto, é essencial para o tratamento adequado. Saiba quais são os sintomas comuns de narcolepsia:

  • Vontade incontrolável de dormir, muitas vezes em momentos inadequados, como durante o trabalho, por exemplo.
  • Enfraquecimento dos músculos do corpo ao experimentar emoções fortes, como susto, riso, surpresa ou raiva.
  • Sono de má qualidade durante a noite ou interrupções frequentes no descanso.
  • Incapacidade de se mover ou falar ao adormecer ou acordar.

Narcolepsia: causas e tratamentos

bocejo sono 0217 1400x800
A. and I. Kruk/Shutterstock

As causas da narcolepsia ainda não são conhecidas pelos médicos, mas estudos já são capazes de identificar genes que estão associados com a desordem, assim como anormalidades em algumas partes do cérebro e deficiência na produção de determinados produtos químicos.

O mais provável, de acordo com os cientistas, é que a condição envolve múltiplos fatores que, combinados, interagem para provocar disfunção neurológica e distúrbios do sono.

sono trabalho 1410 1400x800
Stock-Asso/shutterstock

A narcolepsia ainda não tem cura, mas os principais sintomas que atrapalham o dia a dia dos pacientes podem ser controlados através de tratamento medicamentoso, com estimulantes do grupo das anfetaminas e remédios antidepressivos.

Além disso, fazer ajustes de estilo de vida, evitar ou minimizar a ingestão substancias estimulantes, como cafeína, álcool, nicotina, regular horários de sono e das refeições e praticar exercícios também podem ajudar a afastar os sintomas.

Dicas para uma boa noite de sono