pop

Filmes sobre caso Richthofen com Carla Diaz estreiam: qual é a diferença entre eles

suzane von richtofen filme close 0919 1400x800
Santa Rita Filmes

Os filmes sobre o caso Richthofen já estão disponíveis no catálogo do Amazon Prime Video. "O Menino Que Matou Meus Pais" e "A Menina Que Matou os Pais" contam as diferentes visões sobre o crime cometido por Suzane von Richthofen (Carla Diaz) e Daniel Cravinhos (Leonardo Bittencourt). Saiba mais abaixo!

Qual a diferença entre os filmes do caso Richthofen?

menina que matou os pais 0921 1400x800
Divulgação/IMDB

Quase 20 anos após o crime ocorrido em 2002, o caso Richthofen ainda é um assunto presente na mídia. A proposta dos dois filmes é matar um pouco da curiosidade do público sobre o assunto: eles são baseados nos autos do processo e nos depoimentos dados por Suzane von Richthofen e Daniel Cravinhos durante o julgamento.

Em "O Menino Que Matou Meus Pais", Suzane von Richthofen mostra a sua visão da história. Ela se mostra a filha perfeita, mas que foi levada para o mundo das drogas pelo namorado e convencida a apoiar o assassinato dos pais.

Já em "A Menina Que Matou os Pais", Daniel Cravinhos afirma que Suzane é, na verdade, bastante manipuladora: se aproveitava do dinheiro da família e tinha problemas com os pais. Dessa forma, o namorado da jovem afirma que foi ela quem teve a ideia de assassinar o pai e a mãe — que não gostavam do namoro do casal.

carla diaz suzane richthofen filme 0321 1400x800
Galeria Distribuidora/YouTube

Cada um dos títulos, que estão disponíveis no catálogo do Amazon Prime Video, serve de contraponto ao outro. Ambos mostram as visões de cada um dos acusados e se completam — mostrando como a história por trás do caso Richthofen é bastante complexa.

Os longas ainda permitem que o público tenha uma nova visão sobre o assunto e fique por dentro do caminho feito por duas pessoas, que até então eram "comuns", para se tornarem criminosas.

Mais sobre filmes