Filmes de terror inspirados em histórias reais na Netflix: esses 7 vão te dar MUITO medo

veronica netflix 0218 1400x800
Netflix

Se você acha que filmes de terror são assustadores, pode acreditar: algumas histórias da vida real são muito mais. Por isso mesmo, a arte imitou a vida e muitos roteiristas e cineastas utilizaram casos bem bizarros da realidade para criar ficções.

Tem coragem? Listamos 7 filmes de terror assustadores que foram inspirados em histórias reais – e estão todos disponível na Netflix.

Filmes de terror com histórias reais

“Verónica”

veronica neflix 0318 1400x800 3
Netflix

Não bastasse a trama de “Verónica” ser sinistra o suficiente, fica tudo muito mais assustador quando descobrimos que a história é inspirada em acontecimentos reais. Do mesmo diretor de “[REC]”, Paco Plaza, o terror original da Netflix se baseia em casos registrados pela polícia espanhola no começo da década de 90.

A trama acontece em Madrid, no ano de 1991, quando a adolescente Verónica decide brincar com um tabuleiro Ouija com as amigas. Com o objetivo de se comunicar com o pai morto, ela acaba abrindo as portas para outro espírito demoníaco, que coloca a vida de sua família em risco.

veronica neflix 0318 1400x800
Netflix

A principal história por trás do roteiro de “Verónica” é a morte de uma garota, em 1992. Os relatórios policiais indicam que ela morreu alguns meses depois de ter feito um uma “sessão espírita” improvisada, usando um tabuleiro Ouija, junto com outras meninas da escola.

veronica netflix 0218 1400x800 2
Netflix

Apesar de a exata causa da morte nunca ter sido esclarecida, os relatórios indicam que a adolescente começou a desenvolver comportamento paranoico, dizendo aos pais que havia uma figura sombria a perseguindo. Os médicos nunca conseguiram diagnosticar exatamente que tipo de doença mental a adolescente tinha.

“Horror em Amityville”

horror em amityville 0918 1400x800
Metro-Goldwyn-Mayer (MGM)

Em 1974, um americano chamado Ronald DeFeo assassinou toda a família dele e, quando foi pego pela polícia, alegou que uma voz o ordenou a cometer o crime. Cerca de um ano depois, a casa foi vendida para outra família que, segundo documentações, começou a presenciar fenômenos estranhos.

A família alegou que as pessoas começaram a ficar tristes e agressivas, que viam objetos se mexendo e que a filha caçula começou a conversar com um amigo imaginário bem suspeito. Um mês depois, eles decidiram abandonar a casa.

Anos depois, um escritor chamado Jay Anson escreveu um livro sobre estes acontecimentos, que, mais tarde, inspiraram a franquia “Horror em Amityville”.

“A Hora do Pesadelo”

a hora do pesadelo freddy krueger 0218 1400x800
IMDb

Não, o Freddy Krueger não existe de verdade (não que a gente saiba!), mas a ideia do filme surgiu de uma história real. O cineasta Wes Craven leu um artigo no jornal L.A. Times sobre uma série de casos ocorridos na Ásia de pessoas que morreram enquanto tinham pesadelos.

Em entrevista à revista Vulture, o diretor contou que leu sobre um garoto que tinha medo de dormir e ser pego por uma criatura com a qual sonhava todas as noites. Esta é justamente a premissa de “A Hora do Pesadelo”, em que o vilão mata as pessoas em seus pesadelos.

“O Pesadelo – Paralisia do Sono”

the nightmare 0918 1400x800
© Courtesy of Sundance Institute

O diretor Rodney Ascher ouviu oito casos reais de pacientes que sofrem da chamada “paralisia do sono”, um transtorno que impede a pessoa de se mover ou levantar por algum tempo após acordar. Segundo ele, todos os pacientes disseram ter sonhos parecidos durante a noite, em que veem uma sombra masculina assustadora.

“Psicose”

psicose filme terror 0918 1400x800
Shamley Productions

Um dos maiores clássicos de Alfred Hitchcock foi inspirado na história real do serial killer Ed Gein, condenado não só pelo assassinato de duas mulheres, mas também por ter roubado cadáveres que pareciam com sua mãe. Diagnosticado com transtorno psicótico, o assassino foi enviado a um hospital especializado, onde passou o resto da vida.

Assim, a história contada por Hitchcock trata de uma mulher que vai parar no Hotel Bates, comandando por um homem que tem uma relação bem estranha com sua mãe – terror que, mais tarde, foi adaptado para a série “Bates Motel”.

“O Albergue”

o albergue filme terror 0918 1400x800
Next Entertainment

A ideia original do filme surgiu quando o cineasta Eli Roth estava navegando na internet e encontrou um site tailandês que oferecia serviços bizarros: nele, você poderia pagar para bater e ferir pessoas (que, segundo o site, tinham o desejo de ser “vítimas”).

Em “O Albergue”, um grupo de estudantes é sequestrado para servir como objeto de torturas terríveis.

“Possessão”

possessao filme terror 0918 1400x800
© 2012 - Lionsgate

No filme, um jovem liberta um espírito demoníaco que estava preso em uma caixa misteriosa, cheia de objetos antigos. E esta caixa em questão existiu na vida real (mas sem demônios, até onde sabemos).

Trata-se de um caixa judaica que acabou passando de mão em mão nas tradicionais feiras de garagem americanas. Segundo relado, dentro dela havia moedas, mechas de cabelo, uma taça dourada, um candelabro de ferro e uma pedra com a palavra hebraica “shalom”.

Uma funcionária de uma das lojas de antiguidade que recebeu a peça contou que, assim que a caixa chegou, começou a presenciar fenômenos estranhos, como coisas caindo, barulhos inexplicáveis e odores estranhos. Toda vez que o dono da loja tentava vender a caixa, os compradores a retornavam dizendo que tiveram pesadelos com bruxas depois de comprá-la.

Cinema: estreias de 2018