"Viva – A Vida é uma Festa" é a animação mais premiada do ano: 4 motivos explicam

viva pixa disney 0118 1400x800 2
Disney/Pixar

Viva – A Vida é uma Festa” é a grande animação de 2018. Vencedor do Globo de Ouro, do Critic’s Choice Awards e do Oscar, o desenho da Disney-Pixar tem motivos de sobra para ser tão prestigiado. E se você ainda não assistiu, listamos 4 motivos pelos quais deveria dar uma chance à “Viva” agora mesmo.

"Viva - A Vida é uma Festa": razões do sucesso

Jornada clássica e história original

O protagonista Miguel é um garoto talentoso e dedicado à música, mas impedido pela família de ir em busca de seus sonhos.  Nós já vimos essa história em vários outros desenhos, como “Enrolados”, “Ratatouille” ou, mais recentemente em “Moana”. Mas, apesar da premissa tão clássica, “Viva” percorre essa jornada com originalidade.

 Na história, o mundo dos vivos e dos mortos se conecta através da memória: quem já morreu pode visitar nosso mundo na tradicional celebração mexicana do Dia de Los Muertos, desde que ainda sejam lembrados por seus entes queridos.

Assim, quanto mais a memória de um morto é mantida acesa por quem ainda está vivo, mais forte ele se torna no submundo. Por outro lado, aqueles que já foram quase esquecidos vivem à margem da sociedade, nas ruas ou em barracos – como se a memória fosse uma espécie de moeda de troca.

viva pixa disney 0118 1400x800
Disney/Pixar

Sensibilidade

Embora agrade também aos adultos, “Viva” é, acima de tudo, um filme infantil. E um dos principais acertos é a sensibilidade e inteligência ao abordar um tema tão delicado como a morte.

Com uma narrativa muito leve e fácil de acompanhar, o roteiro sabe dosar fantasia e realidade ao falar sobre perdas. Mesmo conversando com um público muito jovem que, em geral, tem pouca ou nenhuma experiência com morte de pessoas próximas, o desenho não subestima a capacidade do público de entender o assunto.

Trilha sonora marcante

Vencedora do Critic’s Choice, a música-tema do filme, “Remember Me” (ou na versão em português “Lembre de Mim”), com certeza vai grudar na sua cabeça. Com uma letra tocante sobre a importância de nunca se esquecer daqueles que já partiram, a canção marca o ritmo mexicano que aparece em toda a trilha sonora do filme.

Visual impressionante

Tendo o folclore mexicano como pano de fundo para a história, o visual da animação é impressionante, especialmente no nível de detalhamento de cada um dos cenários apresentados. Aliás, ao contrário do estilo fúnebre das animações de Tim Burton (“O Estranho Mundo de Jack”, “A Noiva Cadáver”), por exemplo, a Disney-Pixar apostou em um mundo dos mortos que é cheio de cor, música e muito alegre.

Estreias de 2018