pop

15 filmes românticos escondidos na Netflix que você precisa ver

querido john 2811 1400
IMDB

Nada como um bom romance para aquecer o coração naqueles dias difíceis, né? E uma ótima companhia para esses momentos é a Netflix, que tem escondida em seu catálogo uma lista de filmes românticos imperdíveis. Confira 15 deles!

Filmes românticos na Netflix

1. "Lembranças" (2010)

Rebelde, Tyler (Robert Pattinson) não tem um bom relacionamento com o pai desde uma tragédia que aconteceu na família e acha que ninguém entende ele. Até que conhece Ally (Emilie de Ravin), uma garota simpática e que atrai a sua atenção. O romance dos dois, no entanto, é ameaçado depois de segredos virem à tona.

7. "Simplesmente Acontece" (2012)

Os amigos Rosie (Lily Collins) e Alex (Sam Caflin) moram na Inglaterra e, apesar de sentirem atração um pelo outro, resolvem priorizar a amizade. Até que ele recebe a oportunidade de estudar nos Estados Unidos e deixa a amiga para trás. Mesmo com namorados diferentes e vivendo longe um do outro, a vida continua unindo os dois.

filme simplesmente acontece netflix 1117 1400x800
© 2014 Constantin Film Produktion GmbH

3. "Mamma Mia!" (2008)

Para quem gosta de assistir a musicais e está procurando uma obra romântica repleta de cantorias, “Mamma Mia!”, dirigido por Phyllida Lloyd, é certamente uma das melhores opções. No longa, Sophie (Amanda Seyfried) está prestes a dizer o tão esperado sim a seu noivo e, neste momento, sente falta de estar ao lado do pai que nunca conheceu.

Conhecendo a história de sua mãe, Donna (Meryl Streep), Sophie envia convites a três dos ex-namorados dela - que vêm de diferentes partes do mundo entusiasmados com a perspectiva de reencontrar a ex. Quando chegam, Sam (Pierce Brosnan), Harry (Colin Firth) e Bill (Stellan Skarsgard) se deparam com uma situação completamente diferente.

A história - que se segue com Donna evitando ao máximo revelar quem é o verdadeiro pai da filha enquanto relembra os encantos de cada um dos ex-namorados - é embalada por clássicos do grupo ABBA e, dez anos depois, ganhou uma sequência que ainda não está disponível na Netflix.

4. "A Casa do Lago" (2006)

Para quem prefere uma pegada mais dramática e misteriosa, o longa dirigido por Alejandro Agresti e que tem o mais novo queridinho da internet, Keanu Reeves, como um de seus protagonistas pode agradar. Na história, ele vive Alex Wyler, arquiteto frustrado que vive em uma casa à beira de um lago que antes fora ocupada pela médica Kate Forster (Sandra Bullock).

No desenrolar da trama, os dois acabam se conhecendo - mas não estão no mesmo ano. Por meio de cartas que “atravessam o tempo”, os dois acabam se apaixonando e precisam então descobrir uma forma de se encontrar.

Neste filme, Emma Stone vive Olive, uma estudante que raramente é notada por alguém além da melhor amiga no local onde estuda. Ao ser convidada para um acampamento, porém, ela inventa uma mentira que, apesar de inocente, desencadeia toda uma sucessão de trapalhadas.

5. "A Mentira" (2010)

Isso porque, após dizer que teria um encontro na data do acampamento, Olive acaba tendo de “manter” a invenção, e logo o boato criado por ela de que havia perdido a virgindade com o tal rapaz começa a circular pela escola, tornando-a ao mesmo tempo popular e alvo de comentários maldosos.

Apesar de soar densa, a trama é, na realidade, bem leve e hilária, e pode ser preciso ter por perto lencinhos para secar as lágrimas (de tanto rir) ao assistir o filme, que é dirigido por Will Gluck.

6. "O Amor Não Tira Férias" (2006)

Com a presença de Jack Black e Cameron Diaz, dois dos maiores experts em comédia do cinema, “O Amor Não Tira Férias” é, simultaneamente, muito romântico e muito engraçado. Na trama, Iris (Kate Winslet) é uma colunista que escreve sobre relacionamentos em um grande jornal londrino e tem seu coração quebrado quando descobre que Jasper (Rufus Sewell), seu interesse amoroso, está prestes a se casar.

Enquanto isso, nos Estados Unidos, Amanda (Cameron Diaz) também sofre uma decepção amorosa ao descobrir que seu então namorado, Ethan (Edward Burns) a havia traído. Ela então encontra um site que proporciona um “intercâmbio de casais” e, conforme viajam, têm suas vidas viradas de cabeça para baixo quando Iris conhece Miles (Jack Black) e Amanda conhece o irmão da primeira, Graham (Jude Law). Disponível na Netflix, o longa tem direção de Nancy Meyers.

7. "Amizade Colorida" (2011)

Bastante conhecido, o longa dirigido por Will Gluck e estrelado por Mila Kunis e Justin Timberlake retrata algo que muita gente já viveu - como o próprio nome diz, uma amizade colorida. Na trama, Jamie (Mila Kunis) convence um potencial cliente (Justin Timberlake) a aceitar uma proposta de emprego em Nova York, onde ela vive, e os dois logo viram amigos inseparáveis.

Um dia, porém, eles assistem a um filme na casa dela e começam a conversar sobre como estar “na seca” os incomoda. Para curar a carência um do outro, eles decidem começar a transar - mas sob a regra de manter a relação na amizade. Com o passar do tempo, no entanto, a intimidade faz os dois se enxergarem de uma forma diferente.

8. "Como Se Fosse a Primeira Vez" (2004)

Ainda que seja estrelado por Adam Sandler, este longa certamente é uma das opções que te levará às lágrimas. Nele, o ator vive Henry, veterinário que vive no Havaí e adora paquerar turistas. Em dado momento, ele encontra Lucy (Drew Barrymore) que logo se transforma de “alvo” para uma grande paixão.

A história dos dois, porém, é marcada por algo bastante inusitado: conforme ficam juntos, Henry eventualmente descobre que a amada sofre de perda de memória a curto prazo, fazendo com que ela se esqueça de coisas que aconteceram recentemente - incluindo ele.

Dedicado, Henry embarca então na missão de reconquistá-la todos os dias para que eles consigam finalmente ficar juntos - tudo, é claro, em meio das muitas trapalhadas que marcam o filme dirigido por Peter Segal.

9. "Operação Cupido" (1999)

Um verdadeiro clássico para quem cresceu durante a década de 90, “Operação Cupido” é estrelado por Lindsay Lohan - mas em dose dupla. Na trama, a atriz (que na época ainda era criança), vive duas personagens, Hallie e Annie, que, em um acampamento de verão, levam um enorme susto ao se encontrar e descobrir que foram separadas quando eram bebês.

Enquanto uma delas ficou com a mãe, Elizabeth (Natasha Richardson), outra vive com o pai, Nicholas (Dennis Quaid), e como cresceram em cidades completamente diferentes dos Estados Unidos, têm costumes igualmente distintos. Dispostas a fazer os pais se “reapaixonarem” para que todos possam ser uma família, as pequenas então trocam de lugar - e obviamente se metem em uma série de trapalhadas.

10. "Uma Linda Mulher" (1990)

Dirigido por Garry Marshall, este filme é um clássico atemporal e certamente uma das obras românticas mais famosas do cinema americano. Na trama, o ricaço Edward (Richard Gere) contrata a prostituta Vivian (Julia Roberts) para acompanhá-lo a eventos sociais durante uma semana.

Para isso, Edward a “transforma” em uma elegante jovem, mas, em pouco tempo, a relação que era para ser estritamente profissional passa a se modificar e os dois acabam então se apaixonando perdidamente.

11. "Um Lugar Chamado Notting Hill" (1999)

Nesta obra igualmente famosa, Will (Hugh Grant) vive o simples dono de uma livraria especializada na venda de guias de viagem que vê tudo mudar ao ter seu estabelecimento visitado por uma pessoa bem especial - a de Anna Scott, uma grande atriz norte-americana que é interpretada por Julia Roberts e pretende, em sua visita, comprar um livro.

Na ocasião, Will acidentalmente esbarra na moça, derrubando suco de laranja em ambos, mas, em vez de esta situação deixar os dois irritados um com o outro, acaba fazendo com que eles tenham um caso. O único problema, porém, é que Anna tem um namorado, e tudo se complica quando ele vai até lá para visitá-la.

12. "Amor A Toda Prova" (2011)

Para definir esta trama (dirigida por John Requa e Glenn Ficarra), a melhor palavra certamente é “confusão”. Nela, Cal (Steve Carell) é um quarentão que julga sua vida como perfeita ao lado dos filhos e da esposa, Emily (Julianne Moore). Em dado momento, porém, ele descobre que a mulher o está traindo, e, após se divorciado, ele se vê com dificuldades no mundo da conquista.

Para compreender a arte da sedução, ele passa então a contar com a ajuda de Jacob (Ryan Gosling), que tenta transformar Cal para que ele faça mais sucesso entre as mulheres. Tudo isso, no entanto, está envolvido em outras tramas, como a de Jessica (Analeigh Tipton), babá dos filhos de Cal que secretamente está interessada nele e a de Robbie, filho dele, que está interessado na babá.

13. “Dez Coisas Que Eu Odeio Em Você” (1999)

Mais um clássico, esta comédia romântica certamente está na lista de preferidos de muitos dos que cresceram nos anos 90 e 2000. Nele, Bianca (Larisa Oleynik) está louca para ter um namorado – algo que particularmente não agrada seu pai (Larry Miller). Após insistência da jovem, ele decide que ela pode, sim, namorar, desde que sua irmã, Katharina (Julia Stiles) também o faça.

Acontece, porém, que Katharina não é das pessoas mais agradáveis e, por isso, não tem muitos amigos. É então que Cameron (Joseph Gordon-Levitt), que é apaixonado por Bianca, arma um plano, contratando um rapaz chamado Patrick (Heath Ledger) para seduzir Katharina e garantir que ele possa, enfim, namorar a amada. Dirigido por Gil Junger, o filme é cheio de comédia e tem uma trilha sonora icônica.

14. “Hoje Eu Quero Voltar Sozinho” (2014)

Bastante aclamado pela crítica, este filme é uma opção natural que certamente vai te arrancar lágrimas. Nele, Leonardo (Guilherme Lobo) é um adolescente cego que, assim como todo mundo nessa fase da vida, está buscando seu lugar. Além de lidar com as questões difíceis que são típicas desse momento da vida, porém, ele precisa lidar com as próprias dificuldades, como o bullying que sofre na escola e a mãe superprotetora.

No colégio, ele tem uma amiga inseparável chamada Giovana (Tess Amorim) – mas tudo (inclusive a relação dos dois) muda com a chegada de um aluno novo, Gabriel (Fabio Audi). A partir disso, Leonardo começa a descobrir novos sentimentos e tem de lidar com novas situações (que nem sempre são agradáveis). O sensível longa foi dirigido por Daniel Ribeiro.

15. “Querido John” (2010)

Durante um período que passou de licença em casa, o soldado John Tyree (Channing Tatum) conhece Savannah Curtis (Amanda Seyfried), uma universitária sonhadora por quem se apaixona. Logo, porém, ele precisa retomar o serviço militar, fazendo então com que os dois tenham de se relacionar à distância, mantendo o contato por meio de cartas.

Conforme John precisa ir para a guerra, a comunicação dos dois fica cada vez mais escassa, e uma carta acaba mudando totalmente a história, provocando reflexões em quem está assistindo. Baseado no romance escrito por Nicholas Sparks, o filme é dirigido por Lasse Hallström.

Outras sugestões de filmes