pop

“Estrelas Além do Tempo”: saiba quem são as cientistas por trás da história do filme

estrelas alem do tempo 0217 1400x800
Hopper Stone/Twentieth Century Fox Film Corporation

Aclamado nos Estados Unidos, o longa-metragem “Estrelas Além do Tempo” chega nesta quinta-feira, 2 de fevereiro, aos cinemas brasileiros. Tratando de temas importantes, como preconceito e machismo, o filme tem como protagonistas três mulheres afro-americanas que fizeram história como parte da equipe de “computadores humanos” da NASA. 

Com três indicações ao Oscar (“Melhor Filme”, “Atriz Coadjuvante” para Octavia Spencer e “Roteiro Adaptado”) e já tendo conquistado o SAG Awards por “Melhor Elenco em Cinema”, o longa conta como o trio visionário atravessou todas as barreiras de gênero e raça para inspirar gerações para sonhar grande. 

“Estrelas Além do Tempo”

“Estrelas Além do Tempo” se passa em 1961, quando, em plena Guerra Fria, Estados Unidos e União Soviética disputam a supremacia na corrida espacial. Ao mesmo tempo, a sociedade norte-americana passa por uma época em que o preconceito racial entre brancos e negros predomina. 

Essa situação também é refletida na NASA, onde um grupo – composto em sua maioria por mulheres – calculava manualmente equações necessárias para que as viagens espaciais acontecessem. A equipe, no entanto, foi dividida em duas equipes: uma com cientistas brancas e outra com negras. 

Ambas faziam o mesmo trabalho, mas Katherine Johnson (Taraji P. Henson), Dorothy Vaughn (Octavia Spencer) e Mary Jackson (Janelle Monáe) recebiam salários menores e precisavam usar facilidades da Nasa “reservadas para negros”. Além de provar sua competência dia após dia, as cientistas precisam lidar com o preconceito arraigado para que consigam ascender na hierarquia da NASA. 

Quer saber mais sobre a história das cientistas de “Estrelas Além do Tempo”? Confira abaixo!

Cientistas de “Estrelas Além do Tempo”

Cinema em 2017