explore

Diabos-da-Tasmânia voltam a nascer na Austrália após 3 mil anos: veja fotos adoráveis

Há cerca de 3 mil anos, os diabos-da-Tasmânia desapareceram da parte continental da Austrália em seu estado selvagem. Hoje, porém, com a ajuda de grupos conservacionistas, a espécie volta a nascer na região.

Diabos-da-tasmânia estão nascendo na Austrália após 3 mil anos

Em comunicado oficial, Tim Faulkner, presidente do santuário Aussie Ark, afirmou que pelo menos sete diabos-da-Tasmânia nasceram em uma reserva selvagem de 400 hectares localizada em em Barrington Tops, ao norte de Sydney.

A notícia do nascimento desses marsupiais carnívoros na natureza vem pouco menos de um ano depois que 26 adultos da espécie foram reintroduzidos no santuário.

De acordo com os especialistas, o fato traz esperanças de que o esforço para a preservação do animal tem sido bem-sucedido.

Maior carnívoro marsupial do mundo

O diabo-da-Tasmânia (Sarcophilus harrisii) é o maior carnívoro marsupial sobrevivente do mundo e, antes do recente nascimento no continente Australiano, era encontrado somente na Tasmânia.

A espécie pesa entre 5 kg e 14 kg e seu comprimento corporal varia de 57 cm a 65 cm. Na natureza, o diabo-da-Tasmânia pode viver até 6 anos de idade, mas em cativeiro ele pode completar até 8 anos.

Alimentação do diabo-da-Tasmânia

Os diabos-da-Tasmânia são necrófagos, ou seja, em vez de caçar as presas, preferem a carniça como resultado de atropelamentos ou predação por outras espécies.

Eles comem qualquer coisa de origem animal, incluindo insetos, anfíbios, répteis, pássaros e mamíferos e têm olfato altamente habilidoso para encontrar carniça e carne em decomposição.

Donos de poderosas mandíbulas e estruturas dentárias, os diabos-da-Tasmânia são capazes de consumir ossos, pelos e exoesqueleto de suas presas.

Filhotes de diabo-da-Tasmânia

Os diabos-da-Tasmânia se tornam sexualmente maduros com 2 anos de idade. Após o acasalamento, a fêmea da espécie dá à luz de dois a quatro filhotes, que se prendem às mamas em sua bolsa.

Os filhotes de diabos-da-Tasmânia ficam na bolsa materna por cerca de 4 meses e, depois, permanecem com a mãe por mais 6 meses antes de se tornarem independentes.

Animais selvagens