explore

USP desenvolve microagulhas para levar remédio diretamente a tumor de câncer de pele

cancer de pele 1220 1400x800
Pixel-Shot/shutterstock

Uma nova forma de combater o câncer de pele, por meio de microagulhas, foi desenvolvida por pesquisadores do Instituto de Física de São Carlos (IFSC) da USP, em colaboração com a Queen’s University of Belfast, do Reino Unido.

Tratamento com microagulhas contra câncer de pele

A terapia consiste em utilizar microagulhas dissolúveis que, aplicadas diretamente sobre o tumor, levam remédios para combater a doença via Terapia Fotodinâmica (TFD).

verruga pinta cancer pele 0919 1400x800
Tatjana Bacina/shutterstock

De acordo com comunicado da instituição, a inovação é composta de um arranjo que contém 361 microagulhas, em formato de pirâmide, com 0,5 milímetro (mm) de altura.

Durante a aplicação, o pequeno dispositivo é posicionado na superfície do tumor e pressionado por 30 segundos. O arranjo permanece inserido no tumor para que as microagulhas se dissolvam por uma hora, liberando o medicamento. A partir de então, a região é iluminada, dando início ao processo de terapia fotodinâmica.

cancer de pele 0118 1400x800
Albina Glisic/Shutterstock

O novo procedimento com microagulhas foi testado em modelos animais e os resultados obtidos nos experimentos com camundongos foram superiores aos apresentados nas aplicações tópicas, que normalmente são feitas com creme.

Segundo Michelle Barreto Requena, autora do estudo, o medicamento foi disponibilizado de forma mais homogênea e em maiores profundidades nos tumores por meio das microagulhas. Além disso, as concentrações dos fármacos foram quatro vezes menores do que as utilizadas em cremes.

mancha cancer de pele 0717 1400x800
Vizual Studio/Shutterstock

O câncer de pele representa 30% dos diagnósticos de câncer no Brasil e é resultado do crescimento desigual e descontrolado das células que compõem os tecidos desse órgão.

Esse tipo de câncer pode ser identificado por meio de uma pinta ou mancha específica, mas nem sempre é fácil diferenciar.

cancer de pele 1216 1400x800 0
Alexilusmedical/shutterstock

Existem vários tipos de câncer de pele e os tratamentos também são variados. Caso o médico identifique alguma anomalia, será necessário avaliar se o tumor é benigno ou maligno. Sendo benigno o tratamento pode ser cirúrgico com remoção e sutura simples, eletro-curetagem ou criocirurgia.

cancer pele melanoma 0919 1400x800
Nasekomoe/ShutterStock

No caso de tumor de pele maligno, a cirurgia é a principal forma de tratamento. Em situações especiais também poderá ser utilizada a radioterapia, a imunoterapia e a quimioterapia.

O que você precisa saber sobre câncer de pele