explore

Como ver a "Estrela de Belém": Júpiter e Saturno se alinham no céu após 800 anos

conjuncao saturno jupiter 12 20 1400 800
Shutterstock

Na semana do Natal, ocorre um fenômeno celeste que está sendo popularmente chamado de "Estrela de Belém" por acontecer justamente na época do nascimento de Jesus. Júpiter e Saturno ficarão alinhados, e será possível ver a conjunção dos planetas no céu.

Na segunda metade do mês de dezembro, os dois planetas estarão visivelmente muito próximos, algo raro, que não acontece há quase 800 anos, e o espetáculo será ainda maior no dia 21.

Estrela de Belém: conjunção de Júpiter e Saturno

A aproximação de Júpiter e Saturno ocorrerá entre os dias 16 e 21 de dezembro e esse fenômeno astronômico raro poderá ser observado do Brasil e de praticamente todo o planeta Terra.

Os planetas se "encontram" no céu a cada 20 anos, mas a última vez em que estiveram tão próximos foi em 1623. O fenômeno foi pouco visível por causa do posicionamento dos planetas em relação ao Sol.

O fenômeno mais similar com o deste ano, portanto, ocorreu no século 13, em 1226, há quase 800 anos. Esse, sim, visível da Terra.

jupiter saturno 12 20 1400 800
Shutterstock

O motivo das conjunções serem raras é que cada planeta demora um tempo diferente para girar em torno do Sol. A Terra, por exemplo, leva 1 ano, ou 365 dias. Já Júpiter e Saturno completam a volta em cerca de 12 e 30 anos terrestres, respectivamente.

O fenômeno está sendo chamado de "Estrela de Belém" ou "Estrela de Natal", já que acontecerá muito próximo do dia 25 de dezembro.

Conjunção será visível no céu: como observar

Em nota, a Agência Espacial informou que no último dia do período - 21 de dezembro -, os planetas estarão tão próximos, que acontecerá uma conjunção entre eles, que poderá ser vista no céu depois do pôr do sol, apenas com a ajuda de um binóculos.

"Os dois planetas gigantes aparecerão com apenas um décimo de grau de diferença - isso é mais ou menos a espessura de uma moeda quando você a olha com os braços esticados.

Isso significa que os dois planetas e suas luas serão visíveis no mesmo campo de visão por meio de binóculos ou de um pequeno telescópio" e ainda como um "planeta duplo" ou dois pontos brilhantes.

De acordo com o site Climatempo, o fenômeno poderá ser visto ao anoitecer. "No Brasil, esta rara aproximação entre Júpiter e Saturno poderá ser contemplada sem problemas com a chuva ou excesso de nuvens nos estados do Rio Grande do Sul, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, na parte norte do Piauí e no norte do Maranhão, incluindo as capitais de todos estes estados. Há uma chance relativamente boa de observação também no Espírito Santo."

Nos demais estados, a nebulosidade e possibilidade de chuva deve dificultar a visualização.

conjuncao saturno jupiter2 12 20 1400 800
Shutterstock

Ainda de acordo com a Nasa, este evento também é chamado de "grande conjunção". "Eles ocorrem a cada 20 anos neste século, conforme as órbitas da Terra, Júpiter e Saturno se alinham periodicamente, fazendo com que esses dois planetas apareçam próximos um do outro em nosso céu noturno.

Mesmo assim, esta é a "maior" grande conjunção entre Júpiter e Saturno nos próximos 60 anos, com os dois planetas não aparecendo tão próximos no céu até 2080".

Mais sobre o Sistema Solar