explore

Pesquisadores acham fezes de 14 mil anos, um dos restos humanos mais antigos das Américas

fosseis de coco 0820 1400x800
Breck P. Kent/shutterstock

Uma porção de coprólitos, ou seja, amostra de fezes fossilizadas, ajudou os cientistas a comprovar que o Homo sapiens já ocupa a América do Norte há 12 mil anos. Os restos humanos, um dos mais antigos já estudados, foram encontrados nas cavernas Paisley, noroeste dos Estados Unidos.

Fósseis de cocô em descoberta histórica

De acordo com o estudo, realizado pela Universidade de Newcastle, no Reino Unido, e divulgado em 15 de julho de 2020, análises dos fósseis de fezes apontam que os primeiros seres humanos conhecidos nas Américas eram de uma era pré-Clóvis. O povo de Clóvis viveu no continente americano e deixou como registros arqueológicos marcas e ferramentas.

paisley caves standard 0820 1400x800
Dr John Blong, Newcastle University

Não é novidade para a ciência que os primeiros norte-americanos haviam surgido na era pré-Clóvis, mas as fezes recentemente encontradas são as provas mais convincentes, já que das 21 amostras estudadas com marcadores genéticos, 13 apresentaram resquícios de lipídeos humanos.

A idade do cocô, de 14 mil anos, foi determinada por meio da datação por isótopos de carbono e listada como um dos mais antigos vestígios da humanidade no Novo Mundo, segundo os pesquisadores. Os dados foram divulgados pela publicação científica na Science Advances.

fosseis de fezes 0720 1400x800
Breck P. Kent/shutterstock

Em comunicado, Lisa-Marie Shillito, coautora do estudo, afirmou que as amostras podem ajudar a entender como ocorreu a adaptação dos antigos Homo sapiens em um ambiente muito diferente e que mudava rapidamente.

Os fósseis de fezes, até o momento, apenas deram pistas do que os nossos ancestrais comiam. A dieta era basicamente composta por plantas, sementes, roedores e, ocasionalmente, mamutes.

Se você quer ver mais conteúdos curiosos, não pode perder os vídeos do canal Explore disponível no VIX CINE E TV, nosso serviço de streaming que é 100% gratuito. Assista pelo seu computador ou baixe o aplicativo na App Store e no Google Play. Também é possível assistir à programação em plataformas de TV conectada, como Amazon Fire, Apple TV, Roku e ChromeCast.

Descobertas históricas