explore

USP cria ventilador pulmonar mecânico de baixo custo que fica pronto em menos de 2 horas

ventilador mecanico hospitalar 04 20 1400 800
Shutterstock

Uma equipe da Escola Politécnica (Poli) da USP desenvolveu um ventilador pulmonar emergencial para poder suprir uma possível demanda do aparelho devido à pandemia do COVID-19, doença causada pelo novo coronavírus, que além de baixo custo, leva menos de duas horas para ficar pronto.

USP cria ventilador mecânico para suprir demanda de hospitais

A equipe que desenvolveu o projeto era composta por pesquisadores com amplo conhecimento nas áreas de engenharia biomédica, mecânica, mecatrônica, energia, eletrônica, de produção, além de experiência em prototipagem e testes de aparelhos utilizados na medicina.

O ventilador mecânico foi batizado de INSPIRE e de acordo com os pesquisadores, sua produção é de baixo custo e feita com tecnologia nacional, além de muito rápida: o tempo total de fabricação é inferior à duas horas.

ventilador mecanico inspire 04 20 1400 800
Divulgação/USP

O projeto foi desenvolvido caso os ventiladores mecânicos dos hospitais não sejam suficientes para bombear ar aos pacientes com casos mais graves de COVID-19.

Vale lembrar que esse ventilador foi desenvolvido para uma situação emergencial e os ventiladores hospitalares são muito mais complexos e indicados.

Entretanto, caso falte aparelhos nos leitos, o INSPIRE pode ser uma alternativa, além disso, depois de aprimorado, poderá ser utilizado em áreas que não tenham hospitais próximos, como afirmou Raul González Lima, um dos coordenadores do projeto.

respirador mecanico 04 20 1400 800
Shutterstock

"É uma demanda crítica e pontual, e depois essa tecnologia pode ser usada em áreas remotas, em que um hospital não esteja próximo”.

Segundo informou a USP, o desenvolvimento do protótipo do INSPIRE está concluído e embora continue em constante aprimoramento, o projeto já passou para a fase de produção.

Coronavírus: como se proteger