explore

Se você fica vermelho ao beber álcool, pode ter uma deficiência genética em seu corpo

cerveja bebida alcoolica 0118 1400x800
Sol Vazquez Cantero/shutterstock

Se mesmo após uma única dose de bebida alcoólica você já fica com o rosto vermelho e até sente a face quente, saiba que não está só: mais de uma em cada três pessoas de ascendência chinesa, japonesa e coreana experimenta o rubor facial, especialmente na região da testa e das bochechas. E a razão é uma deficiência genética no corpo.

Por que algumas pessoas ficam vermelhas quando bebem?

casal japones brinde 1116 1400x800
Taku_S/istock

O álcool é uma substância que o corpo, naturalmente, considera tóxico. Portanto, quando você ingere bebida alcoólica, o corpo tenta transformá-la em algo não-tóxico. Para isso, ele é convertido em acetaldeído (tóxico) e depois em ácido acético (principal componente do vinagre). Todo esse metabolismo ocorre, principalmente, no fígado.

A transformação do álcool em acetaldeído é mediada por enzimas chamadas álcool desidrogenases (ADHs). Em seguida, outro grupo de enzimas, chamadas de desidrogenases de acetaldeído (ALDHs), decompõe os acetaldeídos em ácido acético.

bebidas alcool bar 0817 1400x800
mediaphotos / iStock

Algumas pessoas, porém, carregam mutações nas enzimas ADHs ou nas ALDHs ou ambas que aumentam ou diminuem suas habilidades, provocando assim um acúmulo de acetaldeído que, consequentemente, resulta em rubor, náuseas e até aumento da frequência cardíaca enquanto o corpo reage contra a substância tóxica.

Muito mais comuns entre asiáticos, as mutações em ADHs e ALDHs raramente são encontradas em pessoas de origem europeia ou africana. De acordo com estudos, indivíduos com a deficiência genética são menos propensas a abusar do álcool, provavelmente por causa dos efeitos colaterais desconfortáveis.

Ciência e corpo humano