explore

Cientista que venceu "Oscar da ciência" quer produzir plantas revolucionárias

planta sol respiracao 0317 1400x800
amenic181/iStock

Chamado de “Oscar da ciência”, o Breakthrough Prize anualmente premia os estudos considerados mais relevantes para o avanço de áreas como ciências da vida, física fundamental e matemática.

Neste ano, uma das vencedoras foi a cientista botânica Joanne Chory que, nos últimos 30 anos, pesquisa meios para cultivar plantas mais saudáveis. Atualmente, a profissional trabalha para produzir plantas revolucionárias.

Planta especial para combater alterações climáticas

planta vida terra 1400x800 1017 1
TinnaPong/Shutterstock

As plantas especiais de Joanne, além de servirem como alimento, ainda seriam capazes de retirar da atmosfera todo o dióxido de carbono que causa mudanças climáticas,

Joanne diz que espera o dia em que a safra de plantas seca e resistente às inundações que ela vem desenvolvendo possa ser cultivada como alimento enquanto, ao mesmo tempo, captura 20 vezes mais carbono do que as ervas perenes atuais.

planta vida terra 1400x800 1017
Love the wind/Shutterstock

A cientista estima que levará cerca de dez anos e cerca de US$ 50 milhões para tornar a planta rica em proteínas uma realidade. A ideia da planta especial é baseada em um polímero chamado suberina, que é basicamente cortiça.

A suberina pode armazenar e reter carbono por centenas, talvez milhares de anos no solo sem biodegradação. Uma planta perene com o polímero poderia, portanto, purificar o ar e adicionar mais oxigênio à atmosfera.

Ciência e meio ambiente