explore

Quão forte e destruidor um terremoto de 7,1 pontos, como o do México, pode ser?

terremoto mexico 1400x800 0917 3
Eduardo Verdugo/associatedpress

Nesta terça-feira (19), um terremoto de 7,1 graus segundo a escala Richter atingiu a parte central do México. As consequências foram graves: há registro de mortos, feridos e desabamento de prédios. O abalo mais forte aconteceu a uma profundidade de 51 km sob a cidade de Raboso, no estado de Puebla.

7,1 graus na escala Richter: o que significa? 

A magnitude e intensidade dos terremotos são medidas pela escala Richter, ferramenta utilizada para registrar a amplitude de ondas sísmicas, que passam a ser classificadas em graus. 

Cada grau indica uma liberação de energia 31 vezes maior do que o anterior. Isto é, um abalo sísmico de 2 graus é 31 vezes mais impactante que de 1 grau e assim por diante, de acordo com o órgão para estudo de terremotos dos Estados Unidos

terremoto registro 1400x800 0917
Belish/Shutterstock

A escala começa em zero e, na teoria, é infinita, embora nenhum terremoto até hoje tenha ultrapassado 10 graus – o maior aconteceu no Chile, em 1960 e atingiu 9,5 graus.

No entanto, algumas medidas fixas são utilizadas para medir o impacto real do terremoto: um abalo menor do que 3 graus dificilmente será sentido, enquanto um de 5,3 graus causará sensação moderada e um acima de 7 graus será considerado forte, causará grave dano e perda de vidas. Acontecem de 3 a 20 por ano.

Impacto que causa

Terremotos como esse acontecido no México costumam causa grande devastação a depender da preparação de suas localidades para o evento geológico. Em alguns países que costumam sofrer com tremores, as construções são projetadas para resistir aos abalos. Isso acontece no Japão, por exemplo.

Mas, de maneira geral, é esperado que tremores desta magnitude causem desabamento de prédios, soterramento e mortes. A transmissão de energia elétrica também pode ser suspensa e, caso ocorra no oceano, podem ser esperados tsunamis. 

O tremor no México, embora tenha sido mais fraco que o anterior, teve forte impacto urbano. De acordo com a rede de notícias CNN, pelo menos 116 pessoas morreram, enquanto 3,8 milhões de cidadãos ficaram sem energia elétrica.

Além disso, o presidente do país, Enrique Peña, declarou que 27 prédios chegaram a cair na capital mexicana, que fica a mais de 120 quilômetros do epicentro do terremoto.

terremoto mexico 1400x800 0917 4
Marco Ugarte Source/associatedpress

O que causa esse tremor

As placas tectônicas que estão abaixo da superfície estão em constante atrito e isso gera movimentações sísmicas o tempo todo. Essas vibrações reverberam pelas rochas e, em alguns casos, podem movimentá-las – e assim, causar tremor na terra.

Ainda não foram determinadas as causas do tremor no México, mas o país está localizado em uma região de grande choque entre placas tectônicas. Ali, acontece o encontro entre a Placa de Cocos e a Norte-Americana, cuja movimentação geralmente causa tremores – não necessariamente fortes, alguns nem chegam a ser sentidos na superfície.

mapa placa tectonica detalhe 1400x800 0917
Peter Hermes Furian / shutterstock

O último terremoto, há pouco mais de uma semana, foi diferente: ocorreu dentro da Placa de Cocos, quando ela se deformou ou dobrou, não na fronteira com a Placa Norte-Americana.

Mais fenômenos da natureza