explore

Pinguins são conhecidos por "amar de verdade": como é a relação deles?

pinguim casal neve 0917 1400x800
Mario_Hoppmann/shutterstock

Além do jeitinho fofo de caminhar e da aparência considerada “elegante”, os pinguins são conhecidos como um dos animais mais “românticos” com suas parceiras por “amarem de verdade”, serem fiéis e dividirem os cuidados com os filhotes.

Entenda como é a “relação amorosa” entre os pinguins

Quando um pinguim “conquista” uma companheira pela primeira vez, acasala e, mesmo após períodos de distanciamento, retorna para sua amada para voltar a namorar e se reproduzir novamente. E a ciência já descobriu por que a espécie pratica a fidelidade: o segredo está em “dar um tempo” na relação.

pinguins casal animais 0917 1400x800
David Osborn/shutterstock

Um estudo, que utilizou ferramentas de geolocalização e marcadores bioquímicos, descobriu que os pinguins mantêm as mesmas parcerias amorosas porque ficam juntos por apenas três meses, aproximadamente. O resto do ano os casais permanecem a centenas ou milhares de distância uns dos outros.

De acordo com a pesquisa, publicada pela revista científica Biology Letters, os pinguins ficam em casais durante cerca de 30 dias no período de reprodução, até três dias durante a incubação e nos 70 primeiros dias dos filhotes.

Thinkstock

Em seguida, se separam e só voltam a se reunir aos mesmos companheiros meses depois, em uma nova época de acasalamento. A “saudade”, portanto, poderia ser considerada um “combustível” para a paixão eterna.

O companheirismo e o compartilhamento de tarefas com os cuidados da família também merecem destaque no comportamento da espécie. Depois que a fêmea coloca um ovo, os parceiros se revezam na busca por alimentos para nunca deixarem o futuro filhote sozinho.

Curiosidades científicas sobre os animais