Cratera misteriosa em Marte é maior e mais profunda que demais “buracos” do planeta

marte cratera gigante 0617 1400x800
NASA/JPL-Caltech/Univ. of Arizona

Uma foto de Marte tirada pelo telescópio HiRISE, utilizado pela sonda Mars Reconnaissance Orbiter (MRO, na sigla em inglês) e divulgada pela Nasa, deixou os cientistas intrigados. A imagem mostra uma cratera gigante não identificada no hemisfério sul do planeta.

A imagem foi registrada em uma época equivalente ao verão da região, quando o Sol está mais baixo e acaba revelando mais detalhes de toda a superfície analisada.

A cratera recém-descoberta está localizada numa região composta de camadas de gelo formadas por dióxido de carbono, que os cientistas chamam de “queijo suíço”, por apresentar muitos buracos. 

A diferença dessa nova cratera é que ela é mais circular, maior e mais profunda que os demais buracos. 

Ela chega a ultrapassar a área coberta de gelo e de poeira, formando um poço que, segundo os astrônomos que trabalham na MRO, deve ter centenas de metros de diâmetro (não é possível ter certeza quando à profundidade porque a câmera do HiRISE, embora seja de alta precisão, visualiza buracos com poucos metros de diâmetro).

O que pode ser o buraco em Marte?

marte dentro nasa 0417 1400x485
NASA/JPL-Caltech/ASU

A Nasa acredita que há duas hipóteses para essa cratera: o impacto que um meteorito pode ter causado na superfície no passado ou alguma formação na superfície que entrou em colapso com o passar dos anos.

Desde que a sonda MRO chegou ao planeta vermelho, em 2006, o objetivo é coletar dados científicos que ajudem a encontrar evidências de água em estado líquido

Marte: mistério e novas descobertas