explore

Peixe tem veneno paralisante que não causa dor (e pode ser aproveitado na Medicina)

Exuberantes, os peixes da chamada de blênios dentes-de-sabre (Meiacanthus) parecem inofensivos.

Apesar de serem considerados como peixes ornamentais, eles possuem dentes caninos afiados para atacar suas presas. E, pior: um estudo publicado na revista Current Biology comprovou que esses pequenos peixes também possuem veneno paralisante, que contém substâncias opióides, como morfina e heroína.

Quando os blênios se sentem ameaçados, disparam esse veneno, causando uma queda sanguínea nas vítimas a ponto de paralisá-las. É uma arma eficiente do peixe diante de predadores, como o peixe-garoupa, por exemplo. Com o veneno, ele consegue tempo hábil para escapar.

Mas, o mais interessante é que o tal veneno não causa dor nas vítimas e, por isso, pode ser aproveitado pela Medicina para o desenvolvimento de analgésicos.

Veneno não causa dor

Após testes com ratos de laboratório, os cientistas detectaram que esse veneno não chega a ser doloroso nas vítimas.

O efeito hipotensivo dessa substância reduz a pressão arterial, deixando-os ultrarrelaxados.

Eles chegaram a essa conclusão depois de extrair o veneno dos blênios e submetê-lo a um estudo aprofundado de suas proteínas (análise proteômica).

Nele, três componentes foram encontrados: neuropeptídeo, também presente no veneno mortal do caracol-de-cone; lipase, bem parecido com o veneno do escorpião; e o peptídeo opióide, a substância que realmente interessa aos pesquisadores, já que pode ser utilizado na composição de analgésicos potentes, como a morfina, que ajuda a controlar dores muito intensas em pacientes que sofrem de doenças graves, como câncer.

Peixes: curiosidade dos mares