explore

Cavalos-marinhos são a espécie mais romântica do fundo do mar: entenda por quê

cavalo marinho casal 0217 1400x800
Room27/shutterstock

Que tal acordar ao lado da pessoa amada e, diariamente, dançar coladinho como uma prova de afeto do relacionamento? Pois é isso o que fazem os cavalos-marinhos com suas parceiras - é por isso que eles são considerados os animais mais românticos do fundo do mar.

Por que os cavalos-marinho dançam?

cavalo marinho animal 0217 1400x800
Yakov Oskanov/shutterstock

Especialistas ouvidos pela reportagem da revista National Geographic contam que, todas as manhãs, os cavalos-marinhos macho e fêmea se engatam em uma dança para reforçarem seus laços de parceria e que os movimentos também permitem que eles avaliem seus estados reprodutivos.

Outro motivo pelo qual o cavalo-marinho pode ganhar o título de romântico e cortês é que ele compartilha com a fêmea a responsabilidade dos filhotes e é ele, inclusive, que fica grávido. Na espécie, a fêmea deposita os óvulos na bolsa incubadora do macho e, além de fecundá-los, ele os carrega no ventre.

Cavalo-marinho macho fica grávido

O “acordo” ajuda a aumentar a prole, pois durante a gravidez do macho, a fêmea fica livre para produzir mais óvulos para serem fecundados no próximo acasalamento que, claro, será marcado por uma nova dança.

Os cientistas acreditam que os cavalos-marinhos machos são tão envolvidos no processo de reprodução justamente porque, ao ficarem grávidos, têm a certeza de que são os pais dos filhotes.

Em ambiente selvagem, os cavalos-marinhos possuem uma vida média de 1 a 5 anos, mas os impactos da poluição da natureza podem fazer com que a espécie entre em declínio. O que seria um destino pouco feliz para um animal tão romântico.

Curiosidades científicas sobre o mundo animal