explore

Filhos mais velhos, atenção: estudo científico comprova que pais favorecem os caçulas

irmaos colo bebe 1216 1400x800
Nataliya Dorokhina/Shutterstock

Não adianta negar: os pais têm um filho favorito. Se você for o filho caçula, pode se considerar sortudo. Uma pesquisa com 1.800 mães e pais mostrou que eles tendem a ser mais permissivos com os mais novos em pelo menos 59% dos casos.

Isso porque os pais costumam fazer mais coisas com os caçulas (tendem a passar mais tempo com eles) e acabam dando mais atenção a eles nas tarefas diárias: leem mais com o filho e acabam mimando-os mais, com guloseimas e carinhos.

A pesquisa foi realizada pela Bounty, especializada em oferecer suporte a grávidas e familiares.

Mais novos são favorecidos

tres irmaos praia 0916 1400x933
Imgorthand/istock

“Em diversos tipos de cenário, os pais favorecem os filhos mais novos”, disse Lisa Penney, da Bounty. “Deve ser porque eles são considerados o bebê da família, porque são mais exigentes ou simplesmente porque acham que as crianças precisam de menos atenção conforme vão ficando mais velhas”.

Isso não quer dizer que os mais velhos costumam ser deixados de lado. Os pais que participaram da pesquisa da Bounty afirmaram, em 64% dos casos, ter mais afinidade e interesses em comum com os mais velhos quando trata-se de uma conversa qualquer ou assunto familiar, por exemplo.

Benefícios dos mais velhos

tres criancas grama 1216 1400x800
Sergiy Bykhunenko/Shutterstock

Além disso, os mais velhos costumam ser os mais transparentes – pelo menos em 63% dos casos. Dedicar menos tempo a eles é fruto de um outro dado importante: os pais consideram os primogênitos mais fáceis de serem disciplinados (53%). É como se eles já soubessem como encarar as dificuldades da vida por si só.

Isso dá aos mais velhos outro benefício: responsabilidade. Significa que podem ajudar nos afazeres de casa – mas também que podem ter o domínio do controle remoto, com apoio dos pais.

“O estudo mostra definitivamente que há grandes benefícios em ser o mais velho ou mais novo da família”, complementa Penney.

Filho do meio: qual a vantagem?

criancas parque sorvete 1216 1400x800
Photobac/Shutterstock

E quanto ao filho do meio? Pode não ter a atenção do mais novo, nem a liderança do mais velho – mas pode ser o mais bem-sucedido de todos.

As pesquisadoras Catherine Salmon e Katrin Schumann dedicaram uma obra inteira para entender o fenômeno do filho do meio.

Em “The Secret Power of the Middle Children” (“O Poder Secreto do Filho do Meio”), elas escrevem: “Filhos do meio possuem menos contato com os pais quando saem de casa, recebem menos investimento dos pais (tanto financeiramente, quanto em relação ao tempo) e são mais ligados aos amigos”. Assim, eles se tornam mais independentes e vão em busca de seguir suas carreiras, com pouca interferência da família.

E o fator bem-sucedido vai além da riqueza: homens revolucionários como Martin Luther Kung Jr. e Nelson Mandela eram filhos do meio, assim como 52% de todos os presidentes norte-americanos – incluindo Abraham Lincoln e John Kennedy, dois dos mais queridos.

Mas, se você é filho do meio, e é riqueza que procura, saiba de uma coisa: Bill Gates não era o mais velho, nem o caçula. A bem-sucedida atriz Julia Roberts também é filha do meio.

Primogênito, do meio e caçula: fatos