Existe uma bebida alcóolica que dá mais amnésia do que as outras; estudo revela qual

vodca garrafa copos 1116 1400x800
Tadeusz Wejkszo/Shutterstock

Dica: ela vai bem em uma caipirinha, misturada com energético, refrigerante e todos os tipos de suco, de tomate (Bloody Mary) à maçã verde (caso do Appletini). Adivinhou? A vodca é uma das bebidas preferidas de quem gosta de uns bons drinques, mas tem gente que prefere degustá-la pura mesmo. 

O problema é que, a bebida que é tipicamente russa, tem média de 40% de álcool em sua composição e cstuma ser destilada e de diferentes aromas, a vodca dá amnésia.  Até que ponto isso é verdade?

Bebidas alcoólicas = esquecimento

Há décadas cientistas têm estudado sobre como as bebidas alcoólicas afetam o nosso cérebro e organismo. Nos anos 1970, pelo menos dois estudos liderados por E. Parker constataram que nosso vocabulário e capacidade de armazenar informações fica mais pobre quando bebemos.

Alguns anos depois, 40 homens com peso em torno dos 80kg tomaram o equivalente a 1g de vodca por cada quilo que pesavam. Isso, segundo os cientistas, permitia uma dosagem proporcional. Depois, eles foram submetidos a testes em que tinham que memorizar o maior número possível de palavras.

Quando os pesquisadores usaram exemplos entre 120 e 160 palavras por minutos, os ‘alcoólatras’ se saíam bem. Mas, quando ia para 200, a coisa mudava. “Aqueles resultados mostraram que os déficits induzidos pelo álcool foram encontrados na maioria das ideias deles”, comentou Patricia Moulton, da Escola de Medicina de Ciências da Saúde da Universidade de Dakota do Norte (Estados Unidos).

Patricia também fez um experimento com pessoas que ingeriram álcool entre 20 e 30 anos. Ao comparar o desempenho da memória de cada um deles pouco depois de beber, ela notou uma grande diferença. “Eles aumentaram significativamente a recordação no pós-teste com álcool”, escreveu na publicação especializada Physiology & Behavior (Fisiologia e Comportamento).

bebidas alcool pessoas 1116 1400x800
kryzhov/Shutterstock

Como você ‘enche a cara’?

Claro que essas pesquisas podem facilmente ser comprovadas – basta encher a cara para saber que você se lembrará de pouco, ou quase nada, no dia seguinte.

“O álcool interfere em sistemas de armazenamento e transferência de memória de curto para longo prazo”, disse o neurologista Mauro Muskat, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). “Isso é bem individual, varia de organismo para organismo”.

A vodca não é a única bebida com mais de 40% de volume alcoólico; cachaça, uísque, tequila e gim também possuem alto teor alcoólico.

Mas, se você costuma colocar a culpa na vodca pelo esquecimento, talvez tenha que repensar como está consumindo a bebida. O que o grande volume de pesquisas indiretamente deixa claro que é a proporção de álcool da bebida o grande problema – não importa muito o que você esteja bebendo.

Nesse caso, vale a pena fazer outra pergunta: será que as doses extravagantes dos seus drinques não fazem você beber mais vodca do que uísque ou cachaça? Talvez o segredo do esquecimento esteja aí.

Faça seus drinques com vodca