Doce depois do almoço: por que é tão difícil resistir?

comendo doce sobremesa 1016 1400x800
Serg Zastavkin/shutterstock

Não são só os chocólatras que sofrem. Por mais resistente a doces que você seja, admita: depois do almoço sempre dá uma vontade maluca de devorar um mousse, né?

Afinal, por que será que isso acontece com todo o mundo? 

Será que dá pra resistir?

O açúcar nada mais é que um tipo de carboidrato. Só que ele possui altos níveis glicêmicos, ou seja, grandes quantidades de glicose que acabam direto no sangue.

Quando isso acontece, um hormônio chamado dopamina é liberado. Esse hormônio é o responsável pela sensação de prazer que a ingestão de doce provoca no cérebro. É por isso que ninguém consegue comer um doce só. 

São vários os motivos secundários que fazem você comer doce. Mas, geralmente, ou é porque “já virou um hábito, e você faz automaticamente ou porque o a quantidade de carboidrato que você consumiu no almoço não foi suficiente para saciar o cérebro”, explica o nutricionista Humberto Nicastro, do Instituto do Corpo.

Efeitos do açúcar

adocante cafe acucar 0716 630x350
jm1366/shutterstock

Os altos níveis de açúcar no sangue fazem com que o pâncreas produza mais insulina, o hormônio que é responsável por transformar a glicose em energia e que também bloqueia a produção da leptina, responsável pela sensação de saciedade.

Então, quanto mais glicose no sangue, mais insulina, mais dopamina, e consequentemente, mais vontade de comer doce a pessoa vai ter.

“E não adianta tentar enganar o cérebro com adoçante, por exemplo, porque ele sabe que está faltando algo. Aumenta a sensação de fome e mais tarde vai dar vontade de comer doce ou carboidrato de novo”, completa Nicastro.

Açúcar no corpo