explore

Tudo por amor: sapos emitem som com alcance de 130 metros para achar parceira

sapo cururu estudo 1016 1500x1040
Benjamin Muller/James Cook University

Estudo da Universidade de James Cook, na Austrália fez uma descoberta muito, muito surpreendente sobre os sapos-cururu: eles são capazes de fazer chamadas de longa-distância para encontrar fêmeas.

Som com alcance de 130 metros

Os sons emitidos pelos machos da espécie do sapo-cururu para encontrar um parceiro de acasalamento podem alcançar até entre 120 e 130 metros. Mas, apesar de todo esse esforço, os sapos ainda correm o risco de serem rejeitados. É que as fêmeas perdem o interesse em chamados que ultrapassam os 70 metros. 

“Provavelmente porque as fêmeas precisam ouvir informações complexas por esse som, como o tamanho, os níveis de energia e os potenciais de saúde do macho”, aponta Benjamin Muller, um dos autores do estudo, como reportado pela agência de notícias americana EFE.

sapo cururu gigante 1016 1400x800
Julien Tromeur/shutterstock

A informação é tão curiosa que, inclusive, pode ser comparada ao raio de distância que usuários do Tinder, aplicativo de paquera, programam em “distância máxima”. 

Esse sinal emitido pelos machos também é capaz de identificar os chamados de outros sapos e também a presença de fêmeas que possam ser suas possíveis companheiras.

A pesquisa faz parte do rol de investigações que os cientistas australianos têm feito pela área depois que a espécie começou a dar problemas. Os sapos-cururus foram, recentemente,  a solução encontrada para combater uma praga nas plantações de açúcar, em Queensland. Só que a experiência não deu muito certo. 

Os sapos-cururu não se alimentavam da praga e acabaram se reproduzindo sem limites, tornando-se, eles próprios, outra praga local. O ecossistema da região ficou em desequilíbrio, e ainda está.  

Eles têm pele venenosa e estão matando outros animais, como crocodilos e cães selvagens.

Vida sexual dos animais