explore

Seu filho pode ser um gênio: estudo científico dá 9 dicas certeiras

crianca inteligente genio 0916 1400x800
Inara Prusakova/shutterstock

Foram necessários 45 anos de estudos para que o pesquisador americano Julian Stanley descobrisse o que fazer para transformar uma criança em um gênio. A conclusão  garante que é possível ajudar seus filhos a desenvolverem talentos e, puxa sardinha para a ciência: “elas poderão se tornar cientistas geniais, que vão liderar as descobertas do século”.

As crianças podem mudar o mundo!

Stanley, que é especialista em performance cognitiva, e outros estudiosos avaliaram a carreira e as realizações de cerca de 5 mil pessoas durante todo esse tempo (dentre eles, muitos que se tornaram grandes nomes da ciência).

Mas eles não queriam apenas estudar pessoas que já eram brilhantes. Queriam estimular o intelecto e melhorar as probabilidades de todas as pessoas para que pudessem mudar o mundo.

 A pesquisa, publicada na revista científica Nature, enfatiza a importância de desenvolver as crianças desde cedo e destaca que identificar o potencial de cada uma é o diferencial.

“As escolas dão muita ênfase para as crianças que elas acreditam que chegarão ao topo. E aí correm o risco de perder muitas crianças que passam batidas pelos testes tradicionais de inteligência”, explica Dona Matthews, a psicóloga canadense, especialista em desenvolvimento.

Pais e professores precisam ter alguns cuidados

De acordo com a especialista canadense, a principal atenção que pais e professores devem ter é “nunca falar a uma criança que ela tem um dom ou não. De qualquer maneira, isso pode acabar com a motivação dela para aprender.”

Apesar da pesquisa, os especialistas pedem que os pais tenham cautela na tentativa de tornar seus filhos pequenos gênios.

“Tentar criar um gênio é a última coisa que aconselhamos aos pais”, diz Camila Benbow, reitora de Educação e Desenvolvimento Humano da Universidade de Vanderbilt, nos EUA. “Isso pode fazer com que as crianças desenvolvam problemas sociais e emocionais.”

Se você quiser tentar em casa... 

bebe oculos lendo 0916 1400x800
Evgeny Atamanenko/shutterstock

Os resultados da pesquisa levaram à criação de diversos artigos científicos e livros que dão dicas para destacar e desenvolver talentos na ciência, na tecnologia, na engenharia, na matemática, entre outras áreas. Veja algumas dicas a seguir para encorajar o desenvolvimento de talentos em uma criança e fazê-la feliz:

  1. Expor as crianças a diversos tipos de experiências.
  2. Quando elas demonstrarem fortes interesses ou talentos, providenciar oportunidades para trabalhá-los.
  3. Dar suporte às necessidades intelectuais e emocionais.
  4. Ajudar a desenvolver uma mentalidade de crescimento, elogiando o esforço, não a habilidade.
  5. Encorajar a correr riscos intelectuais para estar aberta a falhas que vão ajudar no aprendizado.
  6. Tomar cuidado com rótulos: identificar alguma habilidade como dom pode gerar um fardo emocional.
  7. Trabalhar junto com os professores para entender as necessidades delas. Elas precisam de mais materiais que proporcionem desafios, além de suporte extra e liberdade para aprender no seu próprio passo.
  8. Providenciar o acesso a informações que elas só teriam depois de adulto.
  9. Testar as habilidades. A partir disso, é possível avaliar quais atividades mais complexas é possível dar a elas e também identificar algumas deficiências como a dislexia, o déficit de atenção, hiperatividade e problemas emocionais ou sociais.

Mais dicas