glam

Cicatriz de acne é sempre profunda e pode ser de dois tipos: médico explica

espinha bom saude 0117 1400x800
ARTFULLY PHOTOGRAPHER/Shutterstock

Quando uma lesão inflamatória como a acne perdura por muito tempo, é comum o aparecimento de cicatrizes. O pior é que as cicatrizes de acne invariavelmente são profundas, pois as glândulas das quais se originam as espinhas estão na derme profunda. Por esse motivo, o dermatologista Abdo Salomão explica que as fibras da pele têm sua arquitetura comprometida pelas espinhas.

Tipos de cicatriz de espinha

Quando a acne causa espinhas resistentes e duradouras, a alteração da textura da pele é inevitável. De acordo com o dermatologista, as lesões de acne podem evoluir deixando manchas ou cicatrizes na pele. Elas pode ser de dois tipos:

espinha acne pele 1400x1000 0117
solar22/shutterstock

Atróficas - são o tipo de cicatriz mais comum, em que ocorre um afundamento e afinamento da pele

Hipertróficas - são cicatrizes onde há excesso de tecido cicatricial resultando em elevação com deformação da pele. "Elas são mais visíveis e mudam o relevo, comprometendo a textura da pele", comenta o especialista.

Para tratar as cicatrizes de acne atróficas, principalmente as mais profundas, é necessária a utilização de procedimentos como a radiofrequência microagulhada, que penetra profundamente na pele, promovendo coagulação, aquecimento e reorganização das fibras de colágeno danificadas pela acne, segundo o médico.

Outras revelações sobre a pele