5 dicas para evitar participar de fofocas no trabalho

evitar fofoca trabalho
Thinkstock

Muitas vezes, não gostamos ou não queremos participar de fofocas e picuinhas no trabalho, mas, mesmo assim, acabamos envolvidos de alguma maneira. Pode acontecer de ouvirmos sem querer um ou outro comentário, ou de algum colega nos fazer uma revelação maldosa. Quando isso acontece, automaticamente passamos a fazer parte do assunto, o que, além de pegar muito mal, pode nos prejudicar à beça no ambiente profissional.

Leia também:

Dicas de como se comportar no trabalho

Falta de liderança é principal causa de fofocas no trabalho

Dicas para o mercado de trabalho

Confira cinco maneiras de se esquivar dessa situação desagradável e se manter bem longe dos desentendimentos.

Como fugir de fofocas

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]] Evite escutar conversas alheias e procure não saber de boatos (Thinkstock)

1. Segundo a consultora Marisol Camarinha, da Great Group, a primeira coisa a fazer é não ouvir. "Quando ouvimos algo, logo ficamos tentados a passar adiante, nem que seja para dizer que não concordamos. Por isso, quando um colega se aproximar perguntando se você já sabe da última, responda com seu melhor sorriso que não sabe e que não tem interesse em descobrir. Se a pessoa insistir, deixe-a falando sozinha", instrui a profissional, reforçando que o esquivo deve ser feito de maneira política e educada.

2. Não revele. "Se em razão do seu cargo ou convívio você ficou sabendo de algum boato relacionado a alguém da empresa, não conte para ninguém", orienta Marisol.

3. Na dúvida, não passe adiante. "Pense nas peneiras de Sócrates: só comente com os outros algo que for bom, útil e necessário. Se o assunto não atingir estes pré-requisitos, fique de boca fechada."

4. Não se omita. Marisol defende que, ao ouvir um boato maldoso ou degradante sobre outra pessoa, ainda que o assunto não lhe diga respeito. "Não pense que isso significa se meter onde não é chamado, porque, se você ficou sabendo, significa que já está envolvido. Procure o alvo da fofoca e alerte-o, abrindo o jogo e sendo respeitoso sempre."

5. Não se comprometa. Quando alguém lhe perguntar se você tem informações sobre determinado boato, esquive-se educadamente. "Se a pessoa insistir, diga que comentários não são bons para a reputação de ninguém e mude de assunto, ou se despeça", sugere a especialista.