mulher

Tomar pílula anticoncepcional e pílula do dia seguinte juntas faz mal?

pilula do dia seguinte e anticoncepcional 0417 1400x800
Image Point Fr/Shutterstock

Quem faz uso de pílula anticoncepcional regularmente, mas, por algum motivo, se esqueceu de tomar ou usou de forma errada e, para não correr o risco de uma gravidez recorre à pílula do dia seguinte, está fazendo uma "bagunça geral" no organismo.

É que, segundo o ginecologista e obstetra Sergio Kobayashi, do laboratório Alta Excelência Diagnóstica, a combinação de pílula anticoncepcional com pílula do dia seguinte tem um alto potencial para fazer mal. "A pílula do dia seguinte tem cerca de quinze vezes mais hormônio (levonorgestrel) do que se tomasse as pílulas combinadas (pílula anticoncepcional)", diz.

Pílula do dia seguinte com anticoncepcional: faz mal?

Nos casos em que a pílula do dia seguinte é utilizada por quem já toma a pílula anticoncepcional, pode ocorrer irregularidade menstrual, principalmente se a pílula do dia seguinte for utilizada mais de uma vez no mesmo ciclo, o que não é recomendável.

pilula do dia seguinte 0417 1400x800
areeya_ann/iStock

"Ela é um contraceptivo de emergência e deve ser utilizada apenas em último caso. Não deve ser rotina e nem tomar mais que uma dose por mês", orienta.

A orientação do médico, após tomar a o contraceptivo de emergência, é interromper a pílula anticoncepcional e esperar vir a menstruação. Depois da menstruação, deve-se começar uma nova cartela de pílula anticoncepcional.

"A melhor alternativa para quem esqueceu de tomar a pílula regular e quer prevenir a gravidez é usar um método de barreira durante o ciclo menstrual, como por exemplo, a camisinha", afirma.

Efeitos colaterais

tontura dor cabeca 0118 1400x800
Honored_member/shutterstcok

Os principais efeitos colaterais dessa combinação de remédios contraceptivos são náuseas, vômitos, dor de cabeça, dor nas mamas e vertigens. Além disso, pode aumentar o risco de trombose e provocar inchaço e dor de cabeça tipo enxaqueca.

Mulheres que apresentam doenças metabólicas, como a insuficiência hepática e tromboembolismo, devem evitar de tomar a pílula do dia seguinte. "Nestes casos, é importante conversar com o ginecologista antes de tomar", diz.

Pílula do dia seguinte: como tomar

tomar pilula anticoncepcional 1116 1400x800
fizkes/Shutterstock

O médico explica que a pílula do dia seguinte é indicada em situações especiais e excepcionais, com o objetivo de prevenir uma gravidez inoportuna ou indesejada após uma relação sexual sem uso de método contraceptivo, falha do método em uso, uso inadequado do contraceptivo e em casos de abuso sexual. 

O índice de efetividade da pílula do dia seguinte é de cerca de 75%, ou seja, ela pode evitar três de cada quatro gestações que ocorreriam após uma relação sexual desprotegida. Mas, apesar disso, o medicamento não deve ser utilizado de forma planejada, previamente programada, nem substituir um método contraceptivo de forma rotineira.

Pílula e saúde da mulher