mulher

Ser mulher e diabética te expõe a um risco muito maior de ter 3 doenças cardíacas

mulheres com diabetes 2
thinkstock

Ter diabetes já é um problema grave de saúde, mas se você for mulher, os perigos são ainda maiores. Isso porque, quando se trata da saúde do coração, a mulher diabética está no grupo de pessoas apontado como mais frágil pelas estatísticas. Existem, em especial, três problemas de saúde que são mais comum entre elas. Conheça-os a seguir.

Leia tambémDiabetes pode não dar sinais e detonar sua saúde; veja quando desconfiar da doençaDieta para diabéticos: truques inteligentes que controlam o açúcar sem perder saborAlimentos que ajudam a controlar diabetes

Diabetes nas mulheres: quais são os riscos? 

Segundo a endocrinologista Rosângela Réa, do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná, o diabetes parece exercer um efeito adverso maior nas mulheres que nos homens. Além de serem as mais afetadas pela doença, elas têm chances maiores de desenvolver complicações cardíacas.

Doença Arterial Coronariana 

A incidência de Doença Arterial Coronariana (DAC) em mulheres diabéticas é quase três vezes maior em relação às não diabéticas e duas vezes maior se comparada com os homens diabéticos.

A DAC é causada pelo acúmulo de placas gordurosas nas artérias coronarianas, responsáveis por levar sangue ao músculo cardíaco e, assim, mantê-lo batendo adequadamente. O agravamento dessa doença causa a interrupção do fluxo sanguíneo para o coração e, consequentemente, anginas e infartos.

Infarto 

mulheres com diabetes 1
thinkstock

O risco de infarto do miocárdio é duas vezes maior em mulheres com diabetes em comparação com mulheres sem a doença.

Doença fatal

Mulheres com diabetes têm mais chances de morrer por causa de doença cardiovascular do que mulheres sem diabetes e com doença coronariana.

Prevenção 

Ter diabetes, no entanto, não é sinônimo de sofrer problemas cardíacos. Uma adequada prevenção, feita com acompanhamento de endocrinologista, dieta, exercícios físicos, medicamentos e exames periódicos é capaz de evitar que essas complicações apareçam ou se agravem.