mulher

Essa é a quantidade CERTA de azeite que você deve consumir por dia para viver mais

Thinkstock

Por sua alta concentração de gordura monoinsaturada - a mais benéfica para o coração - e por capturar o excesso de colesterol ruim em circulação no sangue, o consumo de azeite está associado a baixos níveis de colesterol (LDL), que é o prejudicial.

Leia também:Amaranto contém vitaminas, minerais e reduz o colesterolConheça 9 alimentos ricos em magnésio5 nutrientes essenciais que você precisa todos os dias

Na culinária mediterrânea tão reconhecida por seus benefícios, o azeite é a base para o preparo de toda refeição – que contempla verduras, legumes, frutas e peixes, além de saladas, como acontece no Brasil.Segundo especialista em reportagem ao site do Hospital Albert Einstein, "do ponto de vista médico, essa é a dieta mais saudável por ser livre de gorduras prejudiciais ao organismo. Uma prova disso é a longevidade dos habitantes da região, que ultrapassam os 80 anos com baixos índices de problemas cardíacos".Enquanto os outros óleos são produzidos a partir das sementes, o azeite é o único óleo extraído da fruta (azeitona), que possui gordura monoinsaturada, vitaminas e minerais, além de ser fonte de vitamina E, além de vários compostos que são antioxidantes.

Dose recomendada pela FDA

Ao consumir o azeite de oliva, você ingere 77% de gordura monoinsaturadas, 14% de saturadas e 9% de polinsaturadas, o que torna o óleo mais saudável em relação aos outros.

como consumir e escolher azeite

Boa parte do azeite consumido em todo o mundo vem de países como Espanha, Portugal e Itália. E, por isso, a dieta mediterrânea é tão rica nutricionalmente. Um dos fatores que colabora para o consumo é a produção local de uvas, frutos do mar e olivas.Nesses países, o consumo de azeite equivale a duas colheres de sopa por dia por habitante – que é a recomendação do Food and Drug Administration (FDA), órgão regulamentador norte-americano para o setor alimentício e de medicamentos.