mulher

Entenda como a comida gordurosa age no intestino e causa câncer

saude do intestino
chombosan /shutterstock

Muitos médicos, estudos e até a Organização Mundial da Saúde (OMS) já alertaram: alimentos muito gordurosos aumentam suas chances de ter câncer no sistema digestivo. Mas explicar exatamente qual a ação da pizza, do hambúrguer, do sorvete e de outros alimentos gordos no aparecimento de tumores é coisa que não havia sido feita até agora. Um novo estudo, realizado no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e publicado na revista científica Nature, desvendou o mecanismo da doença. Entenda cada detalhe a seguir.

Leia tambémBacon, hambúrguer, presunto e salsicha aumentam suas chances de câncerCâncer de estômago: 4 alimentos que você tem em casa elevam chances da doença9 atitudes que farão despencar suas chances de ter câncer

Como alimentos gordurosos causam câncer 

Os pesquisadores usaram ratos de laboratório para descobrir por que alimentos gordurosos estão tão intimamente relacionados ao surgimento de câncer no sistema digestivo. Para isso, alguns roedores receberam uma alimentação normal e a outros foi dada uma dieta rica em gordura.

Os responsáveis pelo estudo descobriram que, através de uma molécula proteica específica, a gordura estimula a produção de células-tronco no intestino. Essas células têm a capacidade de se transformar em outros tecidos (por isso são tão estudadas pela ciência como um meio de tratar doenças) e, no intestino, teriam a função de reparar danos na parede do órgão.

No entanto, sabe-se que a proliferação desordenada de células é o fator que dá origem ao câncer e, no caso das células-tronco, as chances de aparecimento de um tumor são ainda maiores. Com base nessas informações, os pesquisadores concluíram que a maior proliferação de células-tronco intestinais pode ser parcialmente responsável pelo aumento no número de tumores no intestino.

pizza 1
Hans Geel /shuttesstock

O que isso muda? 

Os achados do estudo norte-americano servem como um indicativo de que métodos terapêuticos que reduzam a produção de células-tronco no sistema digestivo podem ser o próximo passo na prevenção do câncer. Mas, para isso, são necessários mais estudos científicos.

Por enquanto, o ideal é maneirar no consumo de alimentos gordurosos, embutidos e industrializados, que, segundo a OMS, podem causar câncer.