mulher

Coceira vaginal: o que pode ser?

coceira vaginal 1
Imagem: Thinkstock

Não há nada mais desconfortável que uma coceira em um lugar que você não pode coçar, pelo menos em público. Mas quais são as causas e como tratar a coceira vaginal? Descubra a seguir.

Leia tambémDepilação total causa problema de saúde na região íntima?Por que os ginecologistas mandam usar calcinha de algodão?O que é o pH da vagina, afinal?

Causas de coceira vaginal 

Doenças 

"Esse incômodo está frequentemente relacionado à candidíase, uma doença causada por fungo que também causa corrimento branco e sem cheiro", explica o ginecologista Jurandir Passos, do laboratório Delboni.  "Além dela, o surgimento de lesões genitais causadas pelo vírus do herpes também podem gerar coceira".

Alergia 

coceira vaginal 2
Imagem: Thinkstock

Alergias causadas por sabonetes, absorventes diários, calcinhas, amaciantes, camisinha e papel higiênico, entre outros, também podem causar coceira.

Maus hábitos 

"Depilar totalmente os pelos pubianos, vestir roupas muito justas e grossas, usar calcinhas de tecidos artificiais e passar hidratante na região são os hábitos que comumente causam coceira", explica o ginecologista.

Menopausa

As mudanças hormonais da menopausa podem deixar a pele e a mucosa da região íntima mais flácidas e com algumas lesões. Essas características predispõem o surgimento do líquen plano, uma doença vulvar que causa coceira persistente. Além disso, a diminuição natural da lubrificação nessa fase também pode gerar o desconforto. 

Coçar faz mal? 

"Dependendo de como a mulher coça a região, o trauma pode provocar pequenas feridas, portas de entrada para bactérias, e acabar causando uma infecção", explica Jurandir Passos.  "Portanto, não está proibido coçar, mas é fundamental ser o mais delicada possível".

Como aliviar coceira vaginal 

coceira vaginal 3
Imagem: Thinkstock

O ideal é ir ao médico para fazer o tratamento certo assim que possível. Nesse meio tempo, o ginecologista recomenda fazer um banho de assento em uma banheira ou mesmo em uma bacia. Basta enchê-la com água morna e permanecer sentada no local. A temperatura da água ajuda a aliviar a sensação de coceira. "Existem produtos específicos para esses tipos de banho de assento, mas eles devem ser recomendados pelo médico", explica.

O especialista ressalta que a mulher nunca deve fazer lavagem intravaginal, pois pode haver alteração do ph e da flora da vagina, que protegem a região contra infecções oportunistas.

Remédios para coceira vaginal 

"Se houver uma infecção, o tratamento deve ser específico para o fungo, vírus ou bactéria que esteja na área íntima", explica Jurandir Passos. No caso do líquen plano, as medicações utilizadas deverão melhorar a atrofia da vulva. A reposição hormonal é de grande ajuda nesse caso. Se for uma alergia, a mulher deve tentar ao máximo detectar o que lhe provoca a alergia e evitar o uso.