mulher

7 fatores que podem causar fadiga crônica e precisam ser tratados

Thinkstock

Se mesmo dormindo as oito horas ou mais todas as noites você se sente sempre cansada demais e indisposta, saiba que talvez deva se consultar com um médico e realizar exames para saber se está tudo bem com seu organismo. Afinal, o cansaço pode ser sinal de fadiga crônica que precisa ser tratada. Confira abaixo algumas condições que causam o problema:

Sinto muito cansaço: o que pode ser?

1. Hipotireoidismo: a doença é identificada quando a glândula da tireoide não produz hormônios suficientes para suprir as necessidades do organismo. O hipotireoidismo pode ser detectado através de exames periódicos e laboratoriais ou mesmo através dos sintomas, que são: sonolência, cansaço excessivo, perda de memória, dores musculares e nas articulações, entre outros.

exercicios academia cansada
shironosov/iStock

2. Diabetes tipo 2: a doença decorre da combinação da diminuição da secreção de insulina e defeito na sua ação (resistência à insulina). A maior parte das pessoas com esse tipo de diabetes tem outros fatores relacionados à doença, como obesidade e sedentarismo, por exemplo. Sede excessiva, cansaço, visitas ao banheiro com mais frequência do que o normal são alguns dos principais sintomas.

3. Fadiga adrenal: a condição ocorre quando a comunicação conexões cerebrais não estão funcionando bem, fazendo com que o cortisol, o hormônio do estresse, apresente níveis altos ou baixos demais. A consequência é excesso de cansaço, irritabilidade e insônia.

cansaco estresse
Thinkstock

4. Infecções virais: vírus bastante comuns e não tão graves, como o da herpes, por exemplo, foram relacionados a problemas de fadiga crônica, segundo alguns estudos.

5. Deficiências nutricionais: uma alimentação pobre em vitamina D, vitaminas do complexo B, ferro e, especialmente, carboidratos, pode provocar cansaço extremo e até mesmo tonturas. Realizar exames laboratoriais para identificar a falta e turbinar o cardápio são saídas simples para combater o problema.

trabalho estresse cansaco
Photographee.eu/ShutterStock

6. Doença celíaca: caracterizada pela intolerância ao glúten presente em alimentos como pães, bolos, pizza e macarrão, a condição é autoimune e atinge apenas 1% da população mundial. Quando ingeridas, essas substâncias atingem a porção inicial do intestino delgado e provocam uma reação imunológica que leva a um processo inflamatório crônico da região. Anemia, dor de estômago, diarreia, e cansaço excessivo são os principais sintomas da doença.

7. Medicamentos: se você passou a se sentir fatigada depois de ingerir algum tipo de remédio de uso constante, saiba que este pode ser um dos efeitos colaterais do medicamento. Tire dúvidas sobre o processo com seu médico e verifique se uma troca é possível para reduzir o cansaço excessivo.

Receitas detox:Três opções para curar ressaca, fadiga e inchaço