Zinco, magnésio e selênio: entenda porque esses nutrientes são importantes

zinco magnesio celenio nutrientes importantes
Thinkstock

Além de potencializar os efeitos dos exercícios físicos, os suplementos também podem ser consumidos para suprir a carência de nutrientes que, nem sempre, os alimentos fornecem. "Por causa da correria do dia a dia as pessoas não têm se alimentado corretamente e a opção mais saudável e de melhor custo-benefício é a suplementar", afirma Paulo Kreuz, farmacêutico da 0H2 Nutrition.

Leia também:

Excesso de fibras diminui absorção de nutrientes e causa prisão de ventre

Excesso de ferro no organismo é um problema; entenda

Frutas oleaginosas: quais são? Veja lista

Entre os nutrientes fundamentais para o bom funcionamento do organismo, ele cita o selênio, o magnésio e o zinco. Todos eles podem ser encontrados em frutas, verduras e leguminosas, como também nos suplementos alimentares.

Propriedades dos nutrientes

Zinco

"Atua na manutenção do sistema imunológico, diferenciando os linfócitos (células de defesa do organismo) das células invasoras que causam doenças, atacando e eliminam as que fazem mal ao corpo. Também ajuda no processo de cicatrização e produção de colágeno, eliminando e prevenindo acne, queimaduras, feridas e irritações na pele", afirma.

Magnésio

"Ajuda no controle da tensão pré-menstrual (TPM), porque participa da formação de serotonina, neurotransmissor responsável pelas reações de prazer e bem-estar, regulando sintomas como ansiedade, irritabilidade, nervosismo, depressão, insônia e hiperatividade. Além disso, combate a má circulação e auxilia na cicatrização de hematomas, já que facilita a circulação do sangue, oxigenação dos tecidos e a nutrição celular", explica.

Selênio

"O organismo necessita desse mineral, mas não consegue produzi-lo sozinho. Por isso, deve ser ingerido por meio de dieta ou suplemento. É um antioxidante importante, que protege as células contra os efeitos dos radicais livres, o que faz dele um aliado na prevenção do envelhecimento dos tecidos. Também é fundamental também contra o estresse e a regulação dos hormônios da tireoide", diz.

Fontes de zinco, magnésio e selênio

alimentos fonte zinco
Thinkstock

O zinco é encontrado principalmente na carne bovina, fígado de frango, ostras, sementes de abóbora, feijão de soja, amendoim e amêndoas. Se não for consumido em quantidades adequadas pode provocar queda de cabelo, problemas de crescimento e desenvolvimento nas crianças, e alteração na sensibilidade dos sabores.

alimentos fonte magnesio
Thinkstock

O magnésio tem como principais fontes o abacate, banana, couve, espinafre, soja, lentilhas, grão de bico, granola, aveia, cereais integrais, nozes, entre outros. A falta de magnésio no organismo pode causar problemas como pressão alta, insuficiência cardíaca, insônia, depressão, falta de apetite, cãimbras, entre outros.

alimentos fonte selenio
Thinkstock

As principais fontes de selênio são castanha-do-pará, sementes de girassol secas, peito de frango, milho, alho, farelo de trigo, fígado bovino, cogumelos, salmão e avelã. A deficiência desse mineral pode aumentar a sucetibilidade ao câncer e a sensibilidade muscular.