mulher

Tratamento para acne: dicas e produtos para secar espinhas

tratamento para acne
Thinkstock

Problema estético comum e que esbarra diretamente na autoestima, a acne se caracteriza pela produção excessiva de óleo pelas glândulas sebáceas, obstruindo os poros e levando ao aparecimento de espinhas inflamadas (comedões brancos) e cravos (comedões pretos). Por se tratar geralmente de um problema hormonal, a acne pode ser tratada com alguns produtos específicos.

Leia também:

É possível controlar a ansiedade através da alimentação. Saiba como

Conheça os benefícios do mel

Dossiê dos chás indica qual emagrece, relaxa e cura enfermidades 

Tipos de acne

Farmacêutica bioquímica e cosmetóloga, Joyce Rodrigues afirma que o tratamento da acne é feito de acordo com o grau de inflamação dos poros.

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]] Não esprema as espinhas e cravos para não piorar a inflamação. Crédito: Thinkstock

Grau 1: seborreia e os cravos aparecem na pele

Grau 2: aparecimento de espinhas e de oleosidade excessiva

Grau 3: surgimento de cistos

Grau 4: eliminação de pus e espinhas tão inflamadas que podem causas cicatrizes permanentes

Grau 5: é muito raro e pode provocar febre, mal estar e dores musculares

Dicas para tratar a acne

Joyce explica que o uso de cosméticos adequados ajuda a controlar a doença. "As melhores opções são os géis ou cremes e loções oil-free. Mas, atenção: produtos muito desengordurantes podem provocar um ‘efeito rebote’, aumentando ainda mais a oleosidade ainda mais", esclarece.

Confira as dicas dadas pela especialista:

  • Lave o rosto diariamente com água e sabonete líquido apropriado ou loção de limpeza desengordurante com ação antisséptica, evitando as que contenham álcool;
  • A pele com acne é muito sensível, por isso produtos abrasivos não são boas escolhas. A trietanolamina 8% é uma excelente opção para casos de acne inflamatória;
  • Aplique um secativo cicatrizante nas espinhas;
  • Finalize sempre com filtro solar;
  • Para esfoliar a pele, opte pelos esfoliantes físicos – Apricot Kernel, Microesferas de polietileno e sílica, que adsorve a oleosidade da pele –  ou os químicos como o AHA (alfa hidroxíácidos), peróxido de benzoíla, resorcina, ácido azelaico (clareador) e ácido salicílico (queratolítico);
  • Os adstringentes mais indicados são os extratos de agrião (anti-seborreico), bardana, enxofre (queratolítico e queratoplástico), alecrim e hamamelis;

    [[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]] Camomila ajuda a aliviar a inflamação. Crédito: Thinkstock

Outros ativos indicados:

  • Anti-inflamatórios: camomila (calmante) e azuleno (cicatrizante), própolis (antimicrobiano);
  • Antissépticos: calêndula (anti-inflamatório e regenerador epitelial), triclosan, sulfato de zinco (adstringente);
  • Calmantes: alantoína (regeneradora e queratolítica), ácido glicirrízico (anti-inflamatório e descongestionante) e aloe vera (anti-inflamatório).
  • A cosmetóloga também remenda o uso de uma máscara caseira à base de argila, camomila e aveia, que promove a esfoliação natural da pele.