mulher

Tendinite: como evitar e tratar

tendinite dor tendoes

Dores no braço, punho ou  ombro são vistas como algo banal pela maioria das pessoas, que não se preocupam com esses sinais, até que eles se transformam num diagnóstico sério: a tendinite. De acordo com o ortopedista Jorge Bitun, chefe do serviço de Ortopedia do Hospital Villa-Lobos, uma vez instalada, a doença é difícil de tratar e, muitas vezes, reincidente. Mas tem cura.

Leia também:

Dor no quadril: o que pode ser?

Como evitar câimbras

Doença grave, arritmia pode ser confundida com dor na coluna ou cansaço

O que causa a tendinite?

A tendinite é uma inflamação que acontece devido a uma sobrecarga dos tendões, estrutura que une o músculo ao osso. Está muito relacionada ao trabalho e pode acometer qualquer parte do corpo, mas que é mais recorrente nos ombros, punhos, cotovelo, joelho e tornozelo.

Para algumas profissões os riscos maiores, especialmente as que envolvem movimentos repetitivos, pois podem provocar uma sobrecarga no tendão. As pessoas que trabalham com computador, por exemplo, devem ficar atentas, pois os movimentos relacionados à digitação podem propiciar o aparecimento de uma tendinite em longo prazo.

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]] Digitar pode causar tendinite (Thinkstock)

Tratamento para tendinite

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]]O médico explica que cada pessoa possui uma necessidade diferente em relação à prevenção e ao tratamento da tendinite, dependendo de fatores como a profissão e o biótipo. "É necessário adaptar o tendão para suportar o ritmo de trabalho de cada um. Alguém que digita 500 palavras por minuto precisa fazer uma musculação, alongar para deixar o tendão mais forte e assim suportar esse ritmo", diz. Matricular-se em uma academia pode ser um bom começo para quem já enfrentou ou quer evitar a tendinite.

Prevenção da tendinite

O médico ressalta que a prevenção continua sendo melhor do que qualquer medicamento ou receita e alerta para a importância de ouvir os sinais que o corpo dá. O ideal é fazer exercícios de alongamento e fortalecimento do tendão três vezes por semana, durante 40 a 50 minutos. No caso de pessoas que sofrem com tendinites reincidentes, ele recomenda uma mudança de hábitos na rotina, principalmente no ambiente de trabalho. Caso contrário, o tendão vai sofrer outro estresse, que vai acarretar um novo processo inflamatório.

E sempre que sentir qualquer tipo de dor, um médico deverá ser consultado.