mulher

Problema comum entre mulheres, prisão de ventre pode afetar vida sexual

mulher prisao de ventre2

Uma pesquisa realizada pela Federação Brasileira de Gastroenterologia (FBG) no fim de 2012 com mais de 3 mil mulheres entre 18 e 60 anos revelou que 67%  sofre  com problemas intestinais  em geral,  como inchaço, sensação de peso  extra, gases e prisão de ventre.  Este último problema afeta 26% delas e  pode causar oscilação de humor e até mesmo problemas na vida sexual.  Ainda de acordo com a pesquisa, 57% das mulheres não faz sexo quando está muitos dias sem ir ao banheiro. A prisão de ventre faz com que elas fiquem menos confiantes, inchadas, com mau humor e algumas chegam até a ter desconforto seguido de dor.

Leia também:

Alimentos purificadores ajudam a limpar o organismo após as férias

Aprenda cardápio para acabar com o inchaço

Frutas favorecem o equilíbrio do organismo e perda de peso

O assunto ainda é pouco abordado, pois constrange muitas mulheres. "Na prisão de ventre, a pessoa evacua menos de três vezes por semana, as fezes geralmente ficam duras, secas, pequenas e difíceis de eliminar. Algumas pessoas com intestino preso acham dolorido tentar evacuar e, frequentemente experimentam sensação de inchaço e intestino cheio. Quanto mais tempo as fezes permanecem no organismo, mais aumenta a quantidade de doenças no corpo, em virtude da grande quantidade de toxinas que deixam de ser eliminadas", explica a nutricionista Paula Castilho. O problema é mais comum em mulheres do que em homens, especialmente a partir dos 25 anos.

As principais causas da prisão de ventre são a falta de fibras alimentares suficientes na dieta, falta de atividade física, medicações, mudanças na rotina de vida, como gravidez e viagem, abuso de laxantes, ignorar as vontades de evacuar, desidratação, problemas no cólon e reto. "Mantendo uma dieta equilibrada e atividades físicas, é menos comum a pessoa ter", afirma a nutricionista.

O normal, segundo a nutricionista, é o intestino funcionar de três vezes por dia até três vezes por semana. O ideal é que a pessoa acostume o organismo a fazer sempre no mesmo horário. "Porém, dependendo do que a pessoa comeu, ou de como é o organismo, é possível evacuar em outros momentos", observa. Em casos de passeios ou viagens, é comum passar um ou dois dias sem conseguir ir ao banheiro. Ela explica que isso acontece porque as pessoas se acostumam com o ambiente de casa e, por isso, não evacuam fora.

Quem sofre com o problema deve procurar uma nutricionista, um endócrino ou um gastro. "O ideal é evitar tomar remédios por conta própria", recomenda.

Assista também ao vídeo e aprenda receitas de sucos que fazem seu intestino funcionar e ainda secam a barriguinha.