mulher

Prisão de ventre: 12 causas que você nem imagina

prisao de ventre intestino preso constipacao intestinal 177348173
Thinkstock

Beber pouca água, não praticar exercícios físicos regularmente, ter uma dieta pobre em fibras e ignorar repetidamente a vontade de ir ao banheiro estão entre as causas mais comuns de prisão de ventre. Segundo o gastroenterologista Silvio Gabor, o intestino preso pode ser causado por outros fatores menos conhecidos como medicamentos e outras patologias.

Leia também

Problema comum entre mulheres, prisão de ventre pode afetar vida sexual

Prisão de ventre na gravidez: como tratar

Aprenda a fazer suco natural que auxilia na prisão de ventre

Veja 12 possíveis causas da constipação intestinal:

Hipotireoidismo

A hipoatividade da tireoide retarda os processos metabólicos do corpo, inclusive o do intestino. "É importante destacar que nem todas as pessoas com disfunção da tireoide tem prisão de ventre", explica o especialista.

Analgésicos

Segundo o gastroenterologista, alguns estudos sugerem que pessoas que são usuárias crônicas de analgésicos como aspirina e ibuprofeno tem maior risco de sofrer com o intestino preso.

Chocolate

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]] Ao contrário do que muitos pensam, comer chocolate pode contribuir para prisão de ventre / Crédito: Thinkstock

O chocolate é um item controverso quando o assunto é prisão de ventre. Há evidências de que o chocolate pode causar constipação intestinal, mas há estudos que dizem o contrário. "Um estudo comprovou que pessoas com intestino preso ou síndrome do intestino irritável podem sofrer ainda mais se comerem chocolate, banana e chá preto", diz Gabor.

Vitaminas

Certos componentes como cálcio e ferro podem causar prisão de ventre e, por isso, em alguns casos é indicado que o paciente suspenda o uso dos suplementos vitamínicos para sentir se há uma melhora no quadro de constipação intestinal.

O uso excessivo de laxantes

Alguns laxantes estimulam a atividade intestinal por meio da irritação da mucosa. Quando usados com frequência, eles podem levar a dependência, que vai impedir o intestino de funcionar sem eles.

Antidepressivos

Inibidores recaptação de serotonina, mecanismo de ação de alguns dos antidepressivos, também podem ser um empecilho ao funcionamento do intestino. De acordo com o gastroenterologista, os antidepressivos tricíclicos são os que mais causam esse problema. "No entanto, não é possível afirmar que todos os medicamentos antidepressivos tenham este efeito colateral", explica.

Depressão

Assim como o hipotireoidismo, a depressão provoca uma desaceleração geral dos processos normais do corpo, o que pode afetar o intestino. Segundo o médico, pessoas com síndrome do intestino irritável, moléstia intimamente ligada à depressão, também são mais propensas à constipação.

Antiácidos

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]] Analgésicos e antiácidos estão entre as possíveis causas do intestino preso / Crédito: Thinkstock

Antiácidos, usados para combater a azia, podem causar prisão de ventre, especialmente os que contêm cálcio ou alumínio. "Não comer muito durante as refeições e consumir menos alimentos gordurosos e mais fibras são medidas que ajudam a prevenir a azia e a constipação", recomenda o médico.

Pressão arterial e alergias

Bloqueadores dos canais de cálcio e diuréticos, usados para tratar a pressão arterial alta, também podem resultar em intestino preso.  "Os anti-histamínicos utilizados para tratar sintomas alérgicos também pode ser causa de constipação", completa.

Doença inflamatória intestinal

A doença inflamatória intestinal (DII) inclui duas condições crônicas principais: a doença de Crohn e a colite ulcerativa. Ambas podem causar cólicas, perda de peso, sangue nas fezes e outros problemas de saúde. Segundo o especialista, a diarreia crônica é um sintoma comum de ambas, contudo a constipação pode ser um problema também.

Parto

Devido aos músculos abdominais lentos ou talvez devido ao uso de analgésicos ou anestesia durante o parto, a mulher pode ter problemas com prisão de ventre. "Além disso, pode haver alguma dor perineal imediatamente após o parto, então o medo de causar mais desconforto pode ser um fator importante para a constipação", completa.

Diabetes e condições neurológicas

A diabetes pode causar danos nos nervos que podem afetar a capacidade de uma pessoa digerir os alimentos. "Condições neurológicas tais como a esclerose múltipla ou a doença de Parkinson também podem causar obstipação. Normalmente, porém, a obstipação aparece juntamente com outros sintomas, como dificuldade para urinar ou visão dupla", diz Gabor.