mulher

O que é melasma, sintomas e tratamento

manchas no rosto mancha escura melasma 30633019 S
Shutterstock

De um dia para o outro, o rosto fica cheio de manchas escuras. Doença genético-hormonal, o melasma acomete – e incomoda – as mulheres, principalmente as jovens. Segundo a dermatologista Paula Bellotti, o ela é uma doença crônica, com fases de melhora e piora, e que atinge cerca de 70% das gestantes. "É importante lembrar que a doença não tem cura, mas pode perfeitamente ser controlada se o paciente fizer o tratamento adequado", explica.

Leia também

Diga adeus às manchas escuras nas axilas

Como tirar mancha de desodorante

Aparelho bucal é capaz de rejuvenescer o rosto em até 20 anos

Causas do melasma

As manchas que aparecem principalmente na região das maçãs do rosto, da testa e do buço são resultado de uma alteração hormonal, seja pelo uso da pílula ou gravidez, ou pela exposição exagerada ao sol. O principal fator desencadeante dessas manchas é a exposição solar excessiva, com frequência exagerada ou em horários impróprios. "O segredo está na prevenção, no cuidado diário", explica a médica dermatologista Lilian De Luca Maciel, da clínica Lis Dermo Plástica, de Florianópolis. Os altos níveis de estrogênios, resultado da gestação ou do uso de anticoncepcionais ricos nesse hormônio, potencializam ainda mais o aparecimento das indesejadas manchas.

Tratamento do melasma

O tratamento evolve o uso de substâncias clareadoras e, em alguns casos, peelings de consultório. "Existem despigmentantes, como cremes à base de hidroquinona e de ácidos como o glicólico e o retinóico, que podem ser associados aos peelings, produzindo excelentes resultados no clareamento das manchas", afirma Paula. Segundo Lilian, durante todo tratamento e mesmo após a melhora do quadro o uso do filtro solar é extremamente importante.