mulher

Herpes: sintomas, prevenção e tratamento

herpes sintomas tratamento prevencao
Shutterstock

Tudo começa com uma coceira incômoda, depois surgem pequenas bolhas que se transformam em feridas ao se romperem.  O responsável por essas lesões é o vírus da herpes.

Leia também:

Excesso de sal pode causar doenças crônicas

Conheça três métodos para parar de menstruar

Lúpus: doença silenciosa pode ter consequências graves

Infectologista do Hospital Edmundo Vasconcelos, Graziella Hanna explica que embora as lesões sejam idênticas, existem dois tipos de vírus. O VHS 1 acomete a parte oral, nariz e face, enquanto o VHS 2 tem mais afinidade pela região genital.

A especialista afirma que herpes é uma questão de imunidade. "Ter o vírus, mas não a doença, é um quadro bem frequente. O vírus latente fica no corpo e pode nunca se desenvolver. Apenas um exame de sangue pode mostrar se a pessoa é portadora ou não", afirma a especialista.

Herpes labial 

O herpes labial é o tipo mais comum de manifestação do vírus. A transmissão acontece através da saliva, mas apenas quando a lesão estiver aparente. Copos, talheres ou batom não devem ser compartilhados pela pessoa infectada.

O vírus aparece quando a imunidade do corpo estiver baixa, por isso é comum que surja associado a outras doenças, como gripes. Situações de estresse, exposição prolongada ao sol e períodos pré-menstruais também propiciam a erosão de feridas, inclusive nos casos de herpes genital.

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]] Shutterstock

Herpes genital 

O herpes genital é transmitido nas relações sexuais. A especialista alerta que como os dois tipos de vírus são da mesma família, a prática de sexo oral pode fazer com que o tipo 1 se instale nos genitais ou o tipo 2 na boca.

Usar preservativos diminui o risco de contágio, mas o ideal é evitar relações sexuais enquanto a pele estiver lesionada. Durante o trabalho de parto, a mãe também pode passar o vírus para o bebê caso esteja com a ferida aparente.

O que é herpes zoster?

Esta manifestação rara da doença é provocada pela reativação do vírus vacicella-zoster, o mesmo que causa a catapora. Depois de ter catapora, ainda na infância, o vírus fica no corpo em estado de latência.

Na idade adulta, principalmente em idosos, a herpes zoster pode eclodir dando origem a vesículas dolorosas que podem causar dor de cabeça, febre e mal estar. As áreas do corpo mais afetadas são a torácica e cervical.

Tratamento do herpes

herpes não tem cura, mas é possível conviver em paz com a doença. O uso de antivirais orais como aciclovir e fanciclovir ao primeiro sinal de coceira na região comumente afetada pode inibir o desenvolvimento do vírus ou pelo menos amenizar, de acordo com Graziella.

As bolhas não devem ser estouradas em hipótese alguma, pois a lesão machucada fica suscetível a infecções mais graves.