mulher

Hemorroidas: causas, sintomas e tratamento

intestino preso prisao de ventre hemorroida 76721537 T
Thinkstock

Internas, localizadas no interior do reto, ou externas ao redor do ânus, as hemorroidas são veias que inflamam ou dilatam causando incômodo. As externas são visíveis e tem um aspecto de varizes ou pelotas de sangue, enquanto as internas apresentam sintomas mais incômodos. Segundo cirurgião Silvio Gabor, pelo menos metade das pessoas com mais de 50 anos são afetadas pelo crescimento dessas veias e artérias.

Leia também

Aprenda a fazer suco natural que auxilia na prisão de ventre

Beber pouca água no inverno favorece doenças respiratórias

Infecção urinária: como tratar e prevenir

Causas hemorroida

De acordo com o médico, a hemorroida interna está geralmente associada à fissura. "Uma fissura é uma pequena ferida no revestimento do canal anal que pode ser aberta pela passagem de fezes durante a evacuação, o que torna a condição dolorosa, sujeita a sangramentos e coceira", explica ele. A dor é sinal de que as hemorroidas contêm coágulos de sangue.

Além do esforço durante as evacuações, outros fatores como aumento da pressão sobre os vasos sanguíneos durante a gravidez ou componente genético. Dieta pobre em fibras e pouca ingestão diária de água também contribuem para o aparecimento desse problema. O sexo anal  também pode contribuir para o surgimento das hemorroidas.

Sintomas

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]] Incômodo, dor e coceira estão entre os sintomas do problema / Crédito: Thinkstock

"Além do constrangimento, o paciente com hemorroida está quase sempre incomodado porque tem a sensação que há algo errado o tempo todo", afirma o especialista. Outros sintomas são coceira, sangramento e, em alguns casos, vazamento de fezes e muco.

Tratamento

Segundo o cirurgião, as hemorroidas podem ser tratadas com pomadas ou almofadas que contêm ingredientes como hamamélis ou hidrocortisona, que podem aliviar a dor e coceira. "Mas se as hemorroidas persistentemente sangram ou são dolorosas, elas precisam ser removidas", completa.

Além dos tratamentos tópicos e locais, há um procedimento chamada ligadura elástica, que consiste em um curte do abastecimento de sangue da veia afetada por meio de uma faixa de borracha. A escleroterapia (injeção de uma solução química), e fotocoagulação, (que utiliza o laser ou a luz infravermelha) também são técnicas para diminuir a passagem de sangue nesse local. "As hemorroidas maiores podem exigir uma cirurgia, conhecida como hemorroidectomia, que consiste na remoção dos vasos e dos tecidos comprometidos", explica o médico.

Prevenção

Adotar uma dieta rica em fibras e ingestão de água é a primeira dica para evitar o problema. "As mulheres devem ingerir 25 gramas de fibra solúvel por dia, enquanto os homens precisam de 35 gramas", afirma Gabor. Respeitar a vontade de ir ao banheiro também ajuda a evitar o problema.