Dormir mal eleva chances de doenças cardíacas, obesidade e esquecimentos

dormir dormir mal sono
Shutterstock

Não há nada melhor do que uma boa noite de sono, certo? Mais do que ser gostoso, dormir faz bem para saúde.  Além de restaurar as funções do corpo, o sono é um dos fatores determinantes para a longevidade, melhora na concentração e humor. Segundo a coordenadora do departamento de Sono da Academia Brasileira e Neurologia Rosana Cardoso Alvez, o sono é fundamental para as atividades cerebrais como atenção e memória. A especialista ressalta que noites mal dormidas acarretam prejuízos como sonolência diurna, alteração da atenção e irritabilidade.

Leia também:

Ter uma boa noite de sono ajuda a perder peso

Sono, temperatura e até poluição podem dificultar perda de peso

Escolha do travesseiro certe evita problemas de coluna, dores e insônia

Rosana afirma que os distúrbios do sono atingem indivíduos em diferentes fases da vida e que é muito importante dormir bem. Enquanto descansamos nosso organismo regenera as células e controla processo como inflamações, imunidade e estresse. A falta desse sono é responsável pela liberação de hormônios relacionados ao ganho de peso e ao aumento da incidência de doenças cardíacas, obesidade e diabetes. Além disso, uma sono de sono contínua e de qualidade é essencial para a consolidação do aprendizado e memória.