mulher

Cranberry: 5 benefícios incríveis

cranberry fruta vermelha 0719 1400x800
Julia Metkalova/Shutterstock

Frutinha vermelha muito comum nos Estados Unidos, a cranberry vem fazendo muito sucesso também no Brasil. Por aqui, ela é chamada de oxicoco, e pode ser encontrada tanto em forma de suco industrializado, nos supermercados, como in natura, em algumas lojas de produtos naturais, e também desidratada.

Rica em propriedades funcionais, a fruta possui efeitos terapêuticos e é muito indicada no tratamento de infecção urinária. "Estudos comprovam que ela apresenta compostos muito eficientes para prevenir contra a infecção urinária, que inibem a aderência das bactérias nas vias urinárias", explica o nutrólogo Maximo Asinelli. Conheça este e outros benefícios da cranberry para a saúde:

Cranberry: benefícios para saúde comprovados

1. Previne e trata as infecções do trato urinário

De acordo com estudos, a principal bactéria causadora da cistite (ou infecção urinária) é a escherichia coli, que, ao contaminar o trato urinário, provoca redução do jato, dores na bexiga e ardência na hora de urinar - e é justamente contra ela que a cranberry ou oxicoco é capaz de agir.

Isso porque a frutinha tem em sua composição uma substância chamada proantocianidina tipo A (PAC A), bastante relacionada com o impedimento da adesão desta bactéria ao trato urinário. Como infecções urinárias são frequentemente recorrentes e é possível que a bactéria se torne recorrente, consumir cranberry junto do tratamento pode ajudar na prevenção.

infeccao urinaria vagina 0319 1400x800
plenoy m/Shutterstock

Conforme explica Asinelli, todas as mulheres devem consumir um copo de suco de cranberry pela manhã para evitar o aparecimento do problema, que é mais comum entre o sexo feminino. "Para as que já sofrem com problemas recorrentes do trato urinário, o melhor é bebam de dois a três copos todos os dias", recomenda.

2. Ajuda a emagrecer

Assim como boa parte das frutas vermelhas, como morangos e amoras, a cranberry tem pouquíssimas calorias e muitas fibras - algo que contribui para o emagrecimento. Isso porque, pelo baixo valor calórico (cerca de 50 a cada 10 gramas da frutinha sem a adição de açúcar ou outras substâncias adoçantes) e a presença de fibras, ela ajuda a manter o corpo saciado, tornando-se então um ótimo lanchinho para quem está a fim de secar.

Além disso, outra forma que a cranberry tem de auxiliar no emagrecimento é o fato de que ela é cheia de substâncias antioxidantes que atuam contra os radicais livres e promovem, dessa forma uma redução do inchaço causado pela retenção de líquidos. É importante lembrar, porém, que nenhum alimento é milagroso quando o assunto é perda de peso, então não adianta comer a frutinha aos montes sem aliar seu consumo a uma alimentação balanceada e à prática de exercícios físicos regulares.

calcalarga dieta emagrecer 0119 1400x800
B-D-S Piotr Marcinski/Shutterstock

3. Previne AVC e doenças cardiovasculares geradas por pressão alta

Além de ajudar no tratamento de infecções urinárias e também no emagrecimento, a cranberry também pode atuar na prevenção de males como pressão alta e acidente vascular cerebral (AVC) - responsáveis, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) por mais de 15 milhões de mortes a cada ano.

Essa descoberta se deu a partir de um estudo feito pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), que separou os voluntários em dois grupos, dando a um deles suco de cranberry durante oito semanas e uma bebida placebo para o outro pelo mesmo período de tempo.

Após o experimento, análises sanguíneas mostraram que o nível glicêmico dos participantes que consumiram o suco de cranberry havia diminuído, bem como um tipo de proteína responsável por causar inflamações no organismo. Além disso, os pesquisadores também notaram que a frutinha é rica em polifenois como o resveratrol, que protege o coração.

Com isso, segundo o instituto, incluir a frutinha no dia a dia reduz em 10% os riscos de ter um AVC e 15% os de desenvolver doenças cardiovasculares decorrentes de um descontrole na pressão arterial.

suco cranberry cistite 1018 1400x800
bitt24/Shuterstock

4. Retarda o envelhecimento celular

Os radicais livres são substâncias liberadas por agentes externos (como a poluição em excesso e a exposição exagerada ao sol) que tendem a acelerar o envelhecimento precoce da pele. Sozinho, o organismo não consegue neutralizá-los - e é aí que entram as substâncias antioxidantes, responsáveis por criar uma barreira protetora que bloqueia a ação dos radicais livres sobre o colágeno e a elastina.

Assim como diversas outras frutas vermelhas, o cranberry é extremamente rico em substâncias antioxidantes, portanto inclui-lo na alimentação ajuda a prevenir coisas como rugas e flacidez da pele.

5. É fonte de vitaminas A, C e K

O cranberry também é uma frutinha repleta de vitaminas, sendo possível destacar a A, a K e a C - todas elas com inúmeros benefícios para o corpo. A vitamina A, por exemplo, ajuda a proteger os olhos, contribui com a divisão celular (e, consequentemente, no crescimento) e previne tanto doenças infecciosas quanto o envelhecimento.

A vitamina K, por sua vez, é auxiliar no combate a doenças como trombose e trombocitopenia, além de contribuir também para a síntese de proteínas no organismo e o fortalecimento das unhas, dos cabelos e dos dentes. Enquanto isso, a vitamina C - possivelmente a mais conhecida de todas - é responsável por dar um “up” no sistema imunológico, aumentar a absorção do ferro e manter a saúde dos vasos sanguíneos.

Como consumir cranberry?

Boa parte das pessoas conhece a cranberry em forma de sucos industrializados, mas, além de ser possível apostar em uma versão mais natural da bebida, também dá para incluir a frutinha em outras receitas tão saborosas quanto. Confira algumas:

Suco de cranberry

suco de cranberry 1016 1400x800
yingko/shutterstock

Como é uma fruta pequena, receitas de suco de cranberry normalmente incluem também o suco de outras frutas - e prepará-lo requer um processo diferenciado, já que, em primeiro lugar, é preciso ferver as cranberries. Leve ao fogo uma panela com um litro de água, coloque as frutinhas e deixe que a mistura ferva. Quando isso acontecer, abaixe o fogo, tampe a panela e mexa constantemente por cerca de 20 minutos ou até as frutas começarem a estourar (quase como milho de pipoca na panela).

Em seguida, use uma peneira bem fina para transferir a mistura para outro recipiente, macerando as frutinhas com o auxílio de uma colher. Leve o líquido de volta para a panela usada anteriormente, misturando então meio copo de suco de limão e a mesma quantidade de suco de laranja, bem como açúcar ou o adoçante à sua escolha e a gosto. Depois que a bebida ferver, basta deixar esfriar, levar à geladeira e consumir gelado.

Chá de cranberry

cha cranberry 0719 1400x800
Goskova Tatiana/Shutterstock

Apesar de ser possível encontrar chá de cranberry industrializado, em caixinhas e pronto para misturar à água fervente, também dá para preparar a bebida em casa - e o processo é o mesmo pelo qual as frutinhas têm de passar para virar suco. Em uma panela, junte a mesma quantidade de cranberries e água da receita anterior e deixe ferver, mexendo ocasionalmente até que as frutas comecem a estourar.

Para dar um toque de “chá”, é possível incluir - além dos sucos de limão e laranja - ingredientes como canela em pau, cravos-da-Índia ou fatias de gengibre, deixar que eles fervam junto da mistura e retirá-los na hora de peneirar o líquido, junto do que sobrar do bagaço após amassar tudo com a ajuda de uma colher. Uma vez peneirado, o chá está pronto e deve ser servido quente.

Para quem quiser acentuar sabor cítrico das frutas usadas na receita, uma boa ideia é a de, ao servir o chá, cortar uma rodela de limão ou de laranja (conforme a pessoa preferir) e acrescentá-la à bebida quente. Dessa forma, o sumo da fruta vai se misturar à bebida, trazendo ainda outro "toque final" ao chá.

Salada de cranberry

Para quem não quer consumir a cranberry em forma de suco, também é possível incluir a frutinha - tanto in natura quanto em sua versão seca - na salada. Com sabor azedinho, ela dá um bom toque no prato, que pode conter também outras frutas que caem bem quando misturadas às folhas, como fatias de maçã ou pedacinhos de manga.

salda cranberry frutas 0719 1400x800
DronG/Shutterstock

Uma opção possível é montar a salada com espinafre, amêndoas, um punhado de cranberries secas, gergelim e molho feito à base de mel, azeite e mostarda. Outra boa combinação é a de alface, agrião, tomate, cranberries secas e queijo parmesão com um molho à sua escolha ou temperada apenas com sal e azeite.

Outra opção de salada com cranberry é acrescentar as frutinhas secas a um mix de folhas à escolha de quem estiver preparando o prato, cenoura ralada, nozes tostadas e molho à base de mel. É importante lembrar, porém, que, apesar de saladas serem pratos mais leves, a cranberry pode acabar sendo adoçada no processo para torná-la uma frutinha seca, então é aconselhável ficar de olho no valor nutricional ou buscar marcas que indiquem a não-adição de açúcar.

Onde comprar?

No Brasil, é relativamente complicado encontrar a cranberry in natura, mas ainda é possível que elas estejam disponíveis em empórios especializados em produtos importados ou diferenciados, enquanto a versão seca da fruta normalmente é encontrada em casas de produtos naturais. Sucos e chás prontos, por sua vez, são facilmente encontrados em alguns supermercados.

Em lojas de produtos naturais e orgânicos também é comum encontrar cápsulas de cranberry, que são o extrato da frutinha. Elas, porém, não podem ser consumidas sem a orientação de profissionais como nutricionistas ou ginecologistas, já que são mais concentradas e consistem em um verdadeiro suplemento.

cranberry seca desidratada 0719 1400x800
CGissemann/Shutterstock

Contraindicações da cranberry

Ainda que faça muito bem à saúde em diversos aspectos, é preciso tomar cuidado com o consumo da cranberry. Isso porque ela é rica em ácido salicílico (princípio ativo da aspirina), e há pessoas intolerantes à esta substância que não devem consumir a frutinha. Além disso, pessoas diabéticas devem prestar atenção no consumo tanto da cranberry desidratada tanto de produtos industrializados produzidos a partir da fruta, já que tudo isso pode conter adição de açúcar - algo que quem tem diabete deve evitar.

Há também certa discussão acerca do quão seguro é o consumo desta frutinha para mulheres grávidas e em fase de aleitamento. Em geral, não é indicado que elas apostem em chás, sucos e suplementos fabricados com a cranberry, já que, apesar de isso ser incerto, não há estudos que comprovem a segurança tanto no consumo quanto na quantidade a ser consumida por elas.

Em geral, para quem não tem alergia a substâncias presentes na fruta e não está gestante, o consumo da cranberry é seguro - mas é sempre importante prestar atenção no excesso. Assim como ocorre com qualquer alimento, o exagero não é indicado, e o ideal é não ultrapassar 480 ml de suco ou chá dessa fruta por dia.

Cranberry e frutas vermelhas